Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Prémio Maria José Nogueira Pinto atribui 10 mil euros a projeto para idosos de Mértola

Atualidade

  • 333

Imagem de arquivo

Adriana Morais

Sobre R@das é o nome do projeto vencedor da 1.ª edição do prémio de responsabilidade social que homenageia Maria José Nogueira Pinto

A Associação de Defesa do Património de Mértola foi a grande vencedora do prémio Maria José Nogueira Pinto atribuído, este ano, pela primeira vez.

Além do vencedor, escolhido entre 75 candidatos, também foram atribuídas duas menções honrosas, uma à Brigada da Higiene da delegação de Ovar da Cruz Vermelha e outra ao projeto Mestre Jardim da Associação para o Desenvolvimento Integrado de Matosinhos.

O prémio, no valor de 10 mil euros, foi entregue por Maria Cavaco Silva numa cerimónia que se realizou ontem, dia 4, no auditório da Fundação Montepio.

Maria de Belém Roseira presidiu ao júri, que também contou com Anacoreta Correia, Ana Paula Martins, Clara Carneiro, Isabel Saraiva, Jaime Nogueira Pinto e Padre Vítor Feytor Pinto.

Conheça os projetos distinguidos:

Primeiro Prémio

Sobre R@das

O projeto da Associação de Defesa do Património de Mértola pôs uma carrinha na estrada para chegar perto dos idosos que vivem na região. Sobre rodas, procuraram quebrar o isolamento e ajudar a população mais velha a resolver questões do dia-a-dia, como o acesso à Televisão Digital Terrestre (TDT), a medição da tensão arterial ou a resolução de questões burocráticas. Também promoveram encontros com crianças e jovens voluntários e passeios pela região. As novas tecnologias não foram esquecidas: houve formação em computadores e redes sociais. Ao todo, o projeto Sobre R@das chegou a 1400 idosos da região de Mértola.

Menção Honrosa

Brigada da Higiene

No ano letivo anterior, a Cruz Vermelha de Ovar deslocou-se às escolas da região para sensibilizar a comunidade sobre cuidados de higiene de forma divertida. Deu-se prioridade às escolas inseridas em contextos sociais vulneráveis.

Menção Honrosa

Mestre Jardim

A Associação para o Desenvolvimento Integrado de Matosinhos dá formação em jardinagem à população mais vulnerável da região. Além da formação profissional, também é prestado apoio psicossocial aos formandos. Desempregados, ex-vítimas de violência doméstica, membros de famílias monoparentais fazem parte do público alvo do projeto.