Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Noventa terrenos ocupados por hortas comunitárias nos Açores

Atualidade

  • 333

Ilha de São Miguel, Açores

Filipe Pombo

O Governo regional disponibilizou terrenos para a criação de hortas comunitárias que ajudem as famílias a combaterem a crise

O Governo dos Açores já cedeu 90 talhões de terreno para criação de hortas comunitárias, todos na ilha de S. Miguel, uma resposta às necessidades das famílias em tempos de crise e que desenvolve o espírito de comunidade.

A secretária regional da Solidariedade Social, Piedade Lalanda, explicou que "as 90 parcelas de terreno" pertencem à região, mas "foram cedidas, a titulo gratuito", para que as pessoas as possam cultivar com produtos hortícolas, contando a iniciativa com o envolvimento dos moradores dos loteamentos onde elas são criadas, das casas do povo e das juntas de freguesia.

Atualmente, existem hortas comunitárias na Maia e em São Pedro, concelho da Ribeira Grande, e mais recentemente foi celebrado um protocolo com a junta de freguesia dos Ginetes para a cedência de um terreno, mas a intenção do executivo é estender este projeto a outras localidades e ilhas.