Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Maestro de orquestra que junta israelitas e palestinianos está hoje em Lisboa

Atualidade

  • 333

O maetro Daniel Barenboim num concerto na Áustria

O maestro e pianista Daniel Barenboim vai ter uma conversa pública com o ex-presidente Jorge Sampaio sobre o papel da música na união dos povos

A West-Eastern Divan Orchestra junta músicos israelitas, palestinianos e de vários países árabes. Os seus fundadores foram o filósofo palestiniano Edward Said e o maestro Daniel Barenboim, que hoje está em Lisboa para falar da capacidade da música, e das artes em geral, no diálogo entre os povos.

A conversa pública entre o também pianista e o ex-presidente da República Jorge Sampaio está agendada para as 17 horas de hoje, dia 29, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Os fundadores da orquestra defendem que é preciso criar pontes entre os dois lados do conflito israelo-árabe, que os humanizem aos olhos uns dos outros. E acreditam que a solução para o diferendo nunca será a via militar.

Durante o encontro, o maestro irá receber o Prémio Calouste Gulbenkian que, no ano passado, foi atribuído à orquestra.

Este ano, o prémio no valor de 250 mil euros foi entregue à Biblioteca de Alexandria, no Egito.