Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Gulbenkian contribui para rastreio do cancro da mama em Cabo Verde

Atualidade

  • 333

Imagem de arquivo

José Carlos Carvalho

O Programa Gulbenkian de Ajuda ao Desenvolvimento ofereceu um mamógrafo ao hospital Agostinho Neto, em Cabo verde

De acordo com a Fundação Gulbenkian, o cancro da mama é a terceira causa de morte em Cabo Verde.

Numa tentativa de contrariar esta realidade, a instituição ofereceu um mamógrafo ao hospital Agostinho Neto, instalado na cidade da Praia.

A iniciativa resulta de uma parceria com a Siemens, que foi a responsável pela atribuição e instalação do equipamento.

A par do cancro do colo do útero, o cancro da mama é a doença mais comum nas mulheres cabo-verdianas. A Fundação tem vindo a trabalhar, junto dos profissionais de saúde do país, ao nível da prevenção.

Segundo os dados da Organização Mundial de Saúde, as doenças não infecciosas são já a principal causa de morte no mundo, sendo os países menos desenvolvidos os mais afetados por elas.