Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Empresários defendem inclusão social

Atualidade

  • 333

Encontro dos alunos EPIS com o Presidente da República, no Palácio de Belém, em 2011

Rita Chantre

Presidente da República encerra encontro da Associação de Empresários pela Inclusão Social

Realiza-se hoje, dia 21, pelas onze da manhã, na Sala das Bicas, do Palácio de Belém, um encontro da Associação EPIS - Empresários pela Inclusão Social, que encerrará com uma intervenção do Presidente da República, Cavaco Silva.

O evento servirá para a EPIS fazer o balanço da sua atividade relativa ao triénio 2010/2012 e apresentar as novidades que pautarão a sua atuação até 2015. A prioridade será "apontar caminhos inovadores para a realização pessoal dos jovens mais necessitados em Portugal, através da educação e do emprego", conforme a associação anunciou em comunicado.

A EPIS foi criada em 2006, por um grupo de dez empresários e gestores,  para combater o insucesso escolar e já acompanhou doze mil alunos do 2º e 3º ciclo, de 16 concelhos portugueses.

Em 2012, a sua atividade centrou-se na inserção profissional, através do lançamento de um fundo de apoio a estágios profissionais, em ambiente empresarial, destinado a jovens que completam o 9.º ano de escolaridade e atingem os 18 anos. Até 2013, o investimento neste Fundo de Inserção Profissional poderá atingir os 250.000€ euros até ao final do ano.

Foi o Presidente da República que lançou o desafio que veio dar origem à EPIS: "Estabelecer um compromisso cívico, um compromisso para a inclusão social, no sentido de se romper com o conformismo e o comodismo de relegar para o Estado a solução do problema".

Pires de Lima, dirigente da associação, também fará uma intervenção.