Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Doação de alimentos e número de beneficiários aumenta cerca de 60%

Atualidade

  • 333

Em quatro anos, o volume de comida doada à Federação de Bancos Alimentares aumentou 61% e o número de pessoas atendidas subiu para 389 mil, mais 64%

O aumento do número de famílias que recorrem ao apoio dos Bancos Alimentares não é um fenómeno surpreendente num país que atravessa uma grave crise económica e está a braços com uma taxa de desemprego acima dos 16%.

Entre 2008 e 2012, o número de beneficiários da ajuda alimentar destas instituições passou de 249 mil para 389 mil, o que representa um aumento de 64%.

Contudo, a Federação de Bancos Alimentares também contabilizou um aumento dos donativos no mesmo período.

A comida oferecida passou de 17,4 mil toneladas por ano para 28,3 mil toneladas, mais 61%.

Os alimentos são doados pela indústria agroalimentar, pelo Ministério da Agricultura (que distribui excedentes agrícolas), supermercados e por particulares, durante as campanhas lançadas pelos Bancos alimentares do país.

Só em Lisboa, são distribuídas 42 toneladas de alimentos a 90 mil pessoas, por dia.