Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Nós, Nobres cidadãos

Ano da Cidadania

  • 333

O projecto pretende sensibilizar e educar para a cidadania



Uma marca que nos é familiar, com um nome a condizer com o momento, lançou-nos o desafio. Diz que 'de cidadãos para cidadãos' esta Nobre Casa de Cidadania surge da oportunidade de homenagear os bons exemplos. "Ao reconhecer estes atos, a Nobre Casa de Cidadania pretende torná-los verdadeiros exemplos, promovendo os Atos Nobres no Mundo e no Tempo, além-fronteiras e além-memória", refere Rui Silva, Mentor da Nobre Casa de Cidadania. 

Para cumprir o seu propósito, a Nobre Casa de Cidadania é constituída por um Conselho Institucional, composto pela Autoridade Nacional para a Proteção Civil, Corpo Nacional de Escutas, Direção Geral de Educação, Estado-Maior-General das Forças Armadas, Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, Fundação para a Ciência e Tecnologia, Grace - Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, INEM - Instituto Nacional de Emergência Médica, Liga dos Bombeiros Portugueses, Plataforma Portuguesa das ONGs para o Desenvolvimento e Polícia de Segurança Pública. 

Há ainda uma Comissão de Honra, que conta com nomes como António Barros Cardoso, Daniel Serrão, General Loureiro dos Santos, Júlio Isidro, Manuel Sérgio, Padre Vítor Melícias, Pedro Bacelar de Vasconcelos e Rosário Farmhouse.

Como vai funcionar? É simples: a partir de 1 de junho, para propor um Ato Nobre, é só preciso aceder ao site www.nobrecasadecidadania.pt, e apresentar a proposta de um Ato para agraciação. As cerimónias com os felizes contemplados decorrerão ao longo do resto do ano.