Visão Solidária

Siga-nos nas redes

Perfil

Act: Universidade nega fim de apoio a alunos

Agenda

  • 333

Imagem de arquivo

Miguel Puga

A Universidade de Lisboa vai manter o programa de apoio aos alunos carenciados, apesar de ainda não saber se conseguirá atender a todos os casos

No ano passado, 160 alunos beneficiaram do apoio dado pela Universidade de Lisboa (UL) através do programa UL Consciência Social. Este ano, temia-se que a falta de verbas obrigasse a terminar o projeto.

À VISÃO Solidária, o porta-voz da Universidade de Lisboa, António Sobral, garantiu que o programa vai continuar, mas não será possível reforçá-lo.

Neste momento, ainda não se sabe se vão conseguir apoiar tantos alunos como no ano passado.

Os estudantes da UL podem enviar candidaturas. António Sobral garante que, mesmo aqueles que não preenchem os requisitos para as bolsas, se se virem numa situação de emergência (como o desemprego dos pais), devem contactar o programa consciência social.

O programa é financiado por receitas próprias da Universidade e pela Fundação Amadeu Dias. A ajuda é prestada ao nível das refeições, transportes e pagamento de propinas.

A Universidade apela a apoios externos para conseguir reforçar a ajuda em tempos de crise e evitar a interrupção do percurso académico dos alunos.  

O orçamento atribuído à universidade para o próximo ano apenas chega para pagar 91% dos salários. As restantes despesas, onde também se incluem a água, eletricidade e limpeza, terão de ser pagas com receitas próprias.