Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bairros de Vila Real vão ter murais de arte urbana inspirados nas tradições locais

Por um Bairro Melhor

  • 333

Imagem de arquivo

Filipe Paiva

A tradicional olaria negra, o lobo ibérico ou os vinhos do Douro vão inspirar os oito artistas urbanos que vão participar no Pitoresco, o primeiro festival de graffiti de Vila Real

Lusa (com VM)

Entre hoje, 15, e domingo, 18, realiza-se o Pitoresco, o primeiro festival de graffiti e arte urbana de Vila Real. O evento é organizado pela associação "Instantes Mutantes" e o município, estando inserido na programação da Capital da Cultura do Eixo Atlântico 2016.

"Queremos criar um roteiro de street art na cidade de Vila Real", afirmou à agência Lusa Eduardo Porto, que integra a associação.

Os artistas nacionais foram desafiados a interpretar temas ligados à cidade transmontana como as corridas automóveis, o barro negro de Bisalhães, o lobo ibérico ou o Douro Património Mundial e os seus vinhos.

E, agora, durante quatro dias, Bafo de Peixe, Smile, Pedro Podre, Fedor, Third, Mar, Draw e Contra vão espalhar-se pela cidade, subir aos andaimes que já estão a ser montados, e pintar os murais, deixando uma marca permanente de arte urbana na cidade transmontana.

"O objetivo foi associar a história e a tradição de Vila Real com a arte contemporânea, aliando assim a tradição ao futuro", sustentou Eduardo Porto.

São seis os locais a intervir: bairro da Araucária (Bloco B), localizado em frente ao Circuito Internacional, viaduto da Nossa Senhora da Conceição, a fachada do edifício ao lado do Museu de Numismática, a fachada do Hotel Miraneve, Terminal Rodoviário e a rotunda da Praça da Galiza, perto da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

É um roteiro que atravessa a cidade e leva a zonas menos conhecidas e menos visitadas.

Daniel Souto, também elemento da Instantes Mutantes, destacou ainda a realização de iniciativas como a Arte nas montras, com jovens estudantes a pintarem as montras das lojas do centro histórico, Os pequenos artistas, em que alunos do 4.º ano do ensino básico vão também pintar um mural, ou o "Batismo de 'graffiti'", para quem quiser experimentar esta forma de arte.

Durante o fim de semana, decorrerão ainda intervenções 'flash', no âmbito da iniciativa Graffiti Espontâneo em vários locais da cidade.

Depois há ainda exposições, documentários, feira de artesanato, festival de estátuas vivas e concertos.

Este festival é um dos eventos de destaque da reta final da iniciativa Vila Real Capital da Cultura do Eixo Atlântico.

As cidades de Vila Real e de Matosinhos partilham em 2016 o estatuto de Capital da Cultura do Eixo Atlântico, unindo-se sob o mote "Do Douro ao Atlântico".

A programação arrancou oficialmente em maio e estende-se até outubro.

Por um bairro melhor é a iniciativa que une a VISÃO, SIC Esperança e a Comunidade EDP em busca dos vizinhos mais ativos do País. Participe, dê ideias, contribua. Tudo por um bairro melhor.