Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Big Impact: a inovação a mudar a sociedade

Iniciativas

Nesta competição promovida pela Vodafone Portugal e pela Câmara Municipal de Cascais, da qual a VISÃO é parceira, são chamados a participar os inovadores que pretendam ajudar a resolver desafios como a segmentação da informação, a inclusão e a economia

Chama-se Big Impact e é um desafio à capacidade criativa da comunidade mundial de empreendedores. Esta edição, a competição foi criada em 2013, assume uma perspetiva mais abrangente e volta a contar com a Vodafone Portugal como principal promotor: “A inovação está no ADN da Vodafone e o que procuramos é estar sempre perto da comunidade de inovadores da nossa sociedade. O Big é um programa que o Vodafone Power Labs tem acompanhado desde o início. E esta competição tem evoluído. Começou como um programa que apontava a cidades, e é agora um programa novo que aponta ao impacto no mundo”, explicou Luís Cardoso, da Vodafone Portugal. O âmbito mais global e a efetivação de um protótipo são algumas das principais diferenças para a competição, que teve, este ano, como ponto de partida uma sessão de trabalho em Cascais no início de outubro na qual inovadores partilharam experiências pessoais e serviram de inspiração ao debate de ideias e à definição dos três desafios que são o motor desta competição. Mafalda Anjos, diretora da VISÃO, parceiro convidado a participar no Big Impact, centrou a sua apresentação na dificuldade que os média têm em personalizar a informação para diferentes audiências: “O nosso desafio é muito claro: temos uma produção de conteúdos imensa na VISÃO e nas outras 14 marcas do grupo Trust In News. Diariamente, publicamos centenas de artigos sobre temáticas muito diversas. São milhares por mês. O que queremos é segmentar esta informação e servir melhor o nosso público… chegando de forma diferente, individual e personalizada, a cada uma dessas pessoas.” Sobre a participação na competição, Mafalda Anjos enalteceu a “oportunidade de estar com mentes criativas e de as conseguir pôr a pensar em problemas que são do grupo VISÃO, mas comuns a grandes grupos de comunicação social de todo o mundo”.

A Câmara Municipal de Cascais tem sido um laboratório vivo de experimentação das soluções vencedoras do Big. Este ano, a participação reveste-se de uma importância maior: “Para o governo local é absolutamente fundamental explorar novas soluções, tirar proveito das capacidades que a tecnologia tem de nos ajudar naquele que é o nosso negócio principal que é o de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. E isso só se faz se a tecnologia não for um fim em si mesma, mas algo que tenha impacto no dia a dia das pessoas. E, acima de tudo, este tipo de movimento ajuda-nos a pensar melhor como sociedade”, explicou Marco Espinheira, head of future da Câmara Municipal de Cascais.

Nove meses para criar
Os três desafios lançados por cada um dos participantes envolvem a comunidade de empreendedores em vários níveis. A Vodafone Portugal procura propostas que promovam uma sociedade inclusiva e digital; a Câmara Municipal de Cascais quer capacitar as pessoas para adotarem soluções de reintrodução de bens no ciclo de consumo (potenciando a economia circular); e a VISÃO quer uma sociedade mais capaz e esclarecida, através do acesso a uma curadoria transparente e personalizada da informação. As candidaturas ao Big Impact estão a decorrer até ao dia 12 de novembro em bigimpact.pt. Na inscrição, os candidatos têm de responder a questões que envolvem, por exemplo, a monetização do projeto, as tecnologias que vão ser utilizadas e qual o impacto que a solução desenhada tem na sociedade.

Findo o período de inscrições, vão ser escolhidas 15 equipas – cinco por cada desafio – que já em dezembro vão participar numa hackathon a eliminar. Nos dias 10 e 11, desse mês, as equipas a concurso têm 48 horas para desenhar e apresentar a suas propostas. Desta prova vão sair os três finalistas da competição que acedem a um período de nove meses para o desenvolvimento das soluções-piloto que vão ser apresentadas e testadas em setembro do próximo ano. Todo este caminho vai ser acompanhado pelos promotores e pelo parceiro da competição. O Big Impact é organizado pela consultora de inovação, imatch.

E os prémios são…

O Big Pilot Award, o grande vencedor da competição, ganha cinco mil euros, que devem ser investidos no desenvolvimento do piloto. Esta equipa também tem acesso a um plano de acompanhamento que conta com a presença de mentores das mais diversas áreas que ajudam à elaboração do projeto; e com a apoio da Vodafone, para o desenvolvimento tecnológico, e com a Câmara de Cascais, para o teste em ambiente real da solução.
O Big Boost Award representa um prémio de 2 500 euros e a possibilidade de apresentar uma demonstração da solução no Demo Day – dia em que os finalistas vão revelar os seus produtos. Esta equipa também tem acesso a um período de incubação de 12 meses no Vodafone Power Lab e no DNA Cascais. As inscrições estão abertas até 12 de novembro.

Aproveite a campanha Ler e Viver e receba o valor gasto na assinatura em experiências à escolha