O colapso de três redes regionais de fornecimento de energia elétrica deixou às escuras mais de meio país, naquele que é considerado um dos maiores apagões de sempre, a nível mundial e que se segue a um outro, de menores dimensões, que afetou a Índia na segunda-feira.

Centenas de comboios parados e semáfaros sem funcionar transformaram as ruas de Nova Deli num gigantesco engarrafamento, a que junta a paralisação de vários serviços.

O ministro indiano para a Energia já veio a público culpar os estados por, alegadamente, usarem mais do que a sua quota estabelecida de eletricidade.

Segundo a Associated Press, a falha afetou mais de 600 milhões de pessoas, mais do que toda a população da União Europeia, para se ter uma ideia da dimensão do apagão.