Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Vai comprar casa? Saiba o que fazer antes de avançar

Imobiliário

Miguel Sanz/ Getty Images

Decisões e Soluções lista as sete regras de ouro a cumprir

Os portugueses voltaram em força às compras imobiliárias mas nem todos deveriam avançar para uma situação de endividamento que pode colocar em risco a saúde financeira da família. Em média, recorde-se, os bancos estão a conceder diariamente cerca de 27 milhões de euros para o crédito à habitação (números divulgamos no mês passado pelo Banco de Portugal).

E até mesmo as empresas de mediação imobiliária dão o exemplo, aconselhando a máxima de "comprar casa, sim, mas com cautela". Foi o que fez a Decisões e Soluções que, em comunicado divulgado hoje, lista algumas das regras básicas a seguir antes de avançar para aquela que é a maior aquisição de um bem para a maioria das pessoas:

1. Estabeleça um orçamento

Antes de começar à procura da casa, deve avaliar a sua situação financeira, para perceber quanto é que pode pedir de empréstimo e qual o valor máximo da casa que pode comprar. Além da prestação mensal ao banco, é preciso ter em conta muitas outras despesas, como os seguros multirrisco e de vida, impostos, condomínio, despesas de manutenção, água, eletricidade, gás e isto sem falar sobre as habituais despesas diárias.

2. Leia todas as condições dos empréstimos

Tenha atenção às letras pequenas. Não verifique apenas a taxa de spread. As outras taxas e condições necessárias para garantir esse spread podem acabar por ser menos benéficas do que noutro banco que tenha um spread um pouco mais alto. Peça simulações em diferentes bancos e compare-os.

3. Peça o empréstimo apenas que precisa

Assinar um empréstimo acima do que realmente precisa para comprar o imóvel que pretende, significa que vai pagar mais e durante mais tempo. Mas lembre-se, é preciso também ter em consideração as taxas e os impostos inerentes à compra.

4. Antes de comprar pesquise, pesquise e pesquise

O maior erro que alguém pode cometer na hora de comprar um imóvel é não pesquisar o suficiente. Com a valorização do mercado, muitos proprietários pedem valores elevados e, se não fizer uma pesquisa exaustiva, pode acabar por pagar um valor injustificado. Compare valores, compreenda as flutuações do mercado e só faça uma proposta se estiver confortável com o valor pedido.

5. Tenha atenção às condições do prédio

A estrutura do prédio é tão importante quanto a da habitação. Repare se está bem cuidado por fora e por dentro, se tem problemas com a parte elétrica, nas varandas, se o elevador funciona bem, entre muitos outros detalhes relevantes.

6. Tenha em consideração a localização

Por mais que se apaixone pela casa ou apartamento, deve ter em conta o impacto que a zona vai ter no seu dia-a-dia. É importante perceber se há uma boa rede de comércio, como supermercado ou farmácia, escolas ou mesmo parques infantis. Tente ainda estimar o tempo que demoraria em deslocações entre o trabalho e casa. Procure perceber se a zona envolvente, como por exemplo estar perto da praia, compensaria o tempo perdido no trânsito.

7. Compre um imóvel com a razão e não com a emoção

Num investimento que envolve valores tão elevados quanto a compra de um apartamento ou casa, o coração não pode ser quem decide. É a casa dos seus sonhos, mas está numa zona com falta de segurança ou todos os dias vai perder duas horas no trânsito? Pense bem.

ASSINE AQUI A VISÃO E RECEBA UM SACO DE OFERTA