Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

VISÃO lança guia e canal online de imobiliário

Imobiliário

O caderno especial de 24 páginas, nas bancas uma vez por mês com a revista, tem as notícias, tendências, números, entrevistas e artigos de opinião que traçam um retrato deste setor em ebulição. No novo canal no site da VISÃO estará a cobertura diária e atualizada com tudo o que há de novo

Respondendo a uma procura crescente pelo setor, a VISÃO lançou um novo guia mensal de imobiliário de 24 páginas, hoje nas bancas com a revista e publicado daqui em diante sempre na última semana do mês. Neste caderno, os leitores da newsmagazine mais lida do País encontram reportagens, notícias, tendências, números, entrevistas e artigos de opinião que traçam um retrato sempre atualizado deste setor, um dos grandes motores da nossa economia. Uma cobertura de análise depurada e útil para quem quer estar a par de tudo o que se passa no mercado das casas, construção e arrendamento. Sempre com os melhores especialistas e os principais players do setor.

Muita infografia e informação detalhada, além de um tema de destaque todos os meses na VISÃO

Muita infografia e informação detalhada, além de um tema de destaque todos os meses na VISÃO

Esta cobertura do imobiliário viverá, como se impõe, também online, onde a VISÃO estreia também um canal especialmente dedicado ao segmento, com todas as notícias diárias relevantes e a cobertura atualizada do que há de novo.

Neste primeiro número do guia mensal, a VISÃO fez capa da edição com um assunto que move muitos milhões: a nova “invasão francesa” de milionários que vieram ás compras em Portugal. A nacionalidade que mais nos procura é a francesa – e não são apenas as famílias atraídas pela “crista da onda” que vive o nosso país (na foto, o casal Gerard e Teresa Comparetti, clientes de um empreendimento no Seixal, promovido pelo grupo Libertas). São sobretudo os “tubarões” em busca dos melhores negócios para investir (os gauleses têm uma fatia de 23% do investimento estrangeiro em reabilitação urbana e 28% em imobiliário comercial). Grandes negócios como o das Torres de Lisboa (adquiridas por mais de 100 milhões de euros) ou o da Herdade da Comporta (€158 milhões de euros) foram parar às mãos destes grandes investidores franceses.

Neste primeiro guia, falamos, claro, dos preços que não param de subir. Neste Portugal de proprietários, quem tem um imóvel bem pode olhar com estupefação para a vertigem dos valores. A nível nacional, os preços das casas subiram 15% no último ano. Mas é em Lisboa e no Porto que se assiste a esta febre em todo o seu esplendor. Na edição detalhamos valores por zona das duas cidades (e áreas circundantes) e identificamos quais são aquelas onde os preços ainda não escalaram tanto.

Poderá ficar ainda a saber quais as tendências para o futuro, como a transformação de armazéns em lofts. E mais notícias sobre arrendamento, residências, hotelaria, escritórios e grandes negócios. Sempre, na última semana de cada mês, na sua VISÃO.