A execução teve lugar às 18:27 locais (01h27 de hoje em Lisboa) por injeção letal.

Em 2004, Marvin Wilson foi diagnosticado com um atraso mental perante os 61 pontos de coeficiente intelectual que obteve nos testes a que foi submetido.