Os números hoje divulgados assumem particular relevância porque o Governo já reconheceu que os resultados da execução orçamental aumentaram os "riscos e incertezas" quanto ao cumprimento do défice.

Os dados do primeiro semestre vieram confirmar os receios do Governo uma vez que as receitas fiscais do Estado registaram uma queda de 3,1 por cento face a igual período do ano passado.