O drama do desemprego atinge 5 mil pessoas, num universo de 70 mil, na freguesia de Algueirão-Mem Martins, em Sintra. Só no ano passado, encerraram 360 estabelecimentos comerciais na região.

O presidente da Junta de Freguesia, Manuel do Cabo, também chama à atenção para o número de penhoras de imóveis: 1400, em 2012, sobretudo residências.

Perante este cenário, as três instituições que servem refeições sociais na freguesia - a Cercitop, Cresce Sempre em Flor e Diaconia - resolveram unir-se para encontrarem um espaço que lhes permita fazer face ao aumento dos pedidos de ajuda.

"A lista de espera que temos nas cantinas sociais não para de crescer. Todos os dias há gente a pedir alimentação e ajuda", revelou o autarca à agência Lusa.

Atualmente, são servidas 400 refeições sociais diárias na freguesia. A instalação de uma cozinha industrial na antiga fábrica de máquinas de escrever da Messa permitiria que as três instituições trabalhassem em conjunto e aumentassem o número de refeições servidas.

A junta apoia 1200 famílias carenciadas através da ação social.