Paris, 07 mai (Lusa) -- A eleição do socialista François Hollande para a Presidência da República francesa não teve um impacto significativo nos mercados, mas a prometida renegociação do Tratado Orçamental Europeu vai ser seguida com atenção, disseram à Lusa economistas.

Embora tenha hoje iniciado o dia em ligeira baixa, a taxa da dívida da França a 10 anos conseguiu recuperar um pouco no mercado obrigacionista.

Em declarações à agência Lusa, Cristina Semblano, economista, professora na Sorbonne, e Pascal de Lima, investigador no Instituto de Estudos Políticos de Paris, explicaram que o resultado sobre o futuro da Grécia, onde no domingo houve eleições legislativas antecipadas, preocupava mais os mercados do que a vitória do socialista François Hollande nas eleições presidenciais francesas, que as sondagens já previam.