Na primeira vez que competiram no campo de regatas de Eaton Dorney, em 2006, Pedro Fraga e Nuno Mendes saíram vergados a uma derrota pesada e classificados em 25.º lugar da geral. Seis anos depois, na mais importante prova das suas carreiras, na final olímpica de double scull ligeiro, a dupla de remadores acabou em 5.º lugar, o melhor resultado da comitiva portuguesa até este momento nos Jogos Olímpicos de Londres 2012.

Pedro Fraga, 29 anos, recorda os dois resultados no mesmo campo de regatas para exemplificar o estado em que a dupla se encontrava quando começou a sua caminhada para os Jogos Olímpicos e como evoluiu, desde então. "Há seis anos, saímos daqui muito em baixo. Mas com o apoio do nosso clube, e de várias pessoas que acreditaram em nós, conseguimos evoluir e, pouco tempo depois, classificarmo-nos para os Jogos de Pequim.", lembra o remador.

O oitavo lugar então alcançado na capital chinesa acabou por ser decisivo para a dupla, já que lhes proporcionou o direito a receber bolsa olímpica (de 1000 euros referente ao estatuto de finalista) e a integração no programa para Londres 2012. Com essa estabilidade e o reforço, desde 2010, do experiente treinador holandês Mark Emke, a dupla conseguiu fixar-se na elite mundial, como ficou demonstrado agora nos Jogos Olímpicos de Londres.

Mas para o desenvolvimento da modalidade, os dois remadores pedem que se dê mais atenção aos jovens talentos que vão aparecendo em Portugal e que não são aproveitados. "Não tenho dúvidas de que há mais 20 ou 30 atletas como nós, com o nível, capacidade e ambição que tínhamos na época em que começámos esta caminhada. E é para eles que se torna necessário criar estruturas de enquadramento que lhes permitam ter um percurso semelhante ao nosso", diz Pedro Fraga.

O desenvolvimento de novos remadores de nível internacional é também fundamental para a própria progressão de Pedro Fraga e Nuno Mendes, que sofrem da falta de concorrência em Portugal para poderem evoluir ainda mais. Por isso, se pudessem ver um desejo concretizado era o de, dentro de quatro anos, estarem a lutar pelas medalhas nos Jogos do Rio de Janeiro, acompanhados por uma extensa equipa de outros remadores portugueses.

"Mas para que isso aconteça é preciso que muita coisa mude", avisam, pedindo que a Federação Portuguesa de Remo dê maior atenção ao alto rendimento. O que pode passar até por coisas muito simples como o de regularizar os pagamentos em atraso ao treinador Mark Emke (que não recebe há 10 meses!), renovar-lhe o contrato e permitir que os seus conhecimentos sejam transmitidos a outros treinadores em Portugal, criando bases de desenvolvimento para o futuro. "O nosso exemplo ao menos que sirva para alguma coisa", diz Pedro Fraga. "Os jovens atletas podem aprender muito connosco."

 

Para adquirir o ebook 'Portugueses nos Jogos Olímpicos' em PDF, clique aqui: http://www.assineja.pt/TemplateDetalheGrupos/tabid/84/itemID/EBOOK/IdTipoItem/2/GrupoID/1/Default.aspx


Para adquirir o 'ebook Portugueses nos Jogos Olímpicos' em formato Kindle, clique aquihttp://www.amazon.com/Portugueses-Ol%C3%ADmpicos-Portuguese-Edition-ebook/dp/B008OICNXM/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1343749370&sr=8-1&keywords=%C2%91Portugueses+nos+Jogos+Ol%C3%ADmpicos%C2%92  


Pode adquirir o ebook 'Portugueses nos Jogos Olímpicos' em formato Kindle em qualquer plataforma. Para descarregar a aplicação necessária, clique aqui: http://www.amazon.com/gp/feature.html?ie=UTF8&docId=1000493771