"É preciso que, para além da entrega dos pareceres, eles sejam analisados", sublinhou à Lusa, Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP, e esse é o primeiro propósito de uma manifestação que trouxe várias centenas de trabalhadores em marcha do Largo Camões até às escadas em frente à Assembleia da República.

Estes dois mil pareceres "refletem não só a opinião da esmagadora maioria das organizações sindicais, como o parecer de muitas dezenas de milhares de trabalhadores que subscreveram esses mesmos pronunciamentos", acentuou o líder sindical.