Lisboa, 20 dez (Lusa) - O fim das tarifas reguladas está a causar uma corrida às lojas e 'contact centers' da EDP com a empresa a relembrar que a passagem para o mercado livre decorre até 2015 e que os consumidores continuarão a ser fornecidos.

"Verificámos nesta primeira quinzena de dezembro 360 mil clientes nos 'contact centers' e 60 mil nas lojas, um aumento médio de 30% no país e que está entre os 50% e 100% nos centros urbanos face ao mesmo período do ano passado", disse à agência Lusa o presidente da EDP Comercial (empresa do grupo para o mercado liberalizado), Miguel Stilwell d'Andrade.

As famílias portuguesas podem a partir de janeiro deixar de ter faturas da luz e do gás com tarifas impostas pelo Estado e passar a escolher os preços das várias empresas que estão no mercado livre.