A experiência piloto deste projeto arrancou na terça-feira no Hospital de S.José, em Lisboa, e segundo a Administração Central dos Sistemas de Saúde (ACSS) vai avançar até ao fim deste ano nas restantes unidades hospitalares públicas.

Por enquanto, a entrega da fatura virtual está prevista apenas nas urgências, consultas externas e na realização de meios complementares de diagnóstico.