Exame

Siga-nos nas redes

Perfil

Paulo Azevedo distinguido com Prémio Excelência na Liderança

Exame

Luís Barra

A distinção foi anunciada esta quinta-feira durante a entrega dos prémios das 500 Maiores e Melhores Empresas. A meses de ceder o lugar de CEO da Sonae, Paulo Azevedo dá uma entrevista à EXAME na edição especial que chega esta semana às bancas .

Paulo Azevedo, o co-CEO da Sonae, foi o distinguido pela Trust in News e pela EXAME com o Prémio Excelência na Liderança 2018. O anúncio foi feito esta quinta-feira, 6 de dezembro, em Lisboa, durante o evento de entrega de prémios das 500 Maiores e Melhores Empresas, uma iniciativa da revista EXAME em parceria com a Informa D&B e a Deloitte, patrocinado pelo Bankinter.

Numa altura em que se prepara para deixar cargos executivos na Sonae - no próximo mês de maio cede o lugar à sua irmã, Cláudia Azevedo -, a Trust in News e a revista EXAME distinguiram o percurso do gestor, há duas décadas ligado a cargos de administração naquele universo empresarial.

"É uma honra que costumo tentar evitar, tento fugir a receber prémios. Não é por falsa modéstia: não fazem muito bem aos CEO," disse Paulo Azevedo durante a entrega do galardão. "Uma das grandes dificuldades é manterem a humildade e não se deixarem convencer de que sabem mais do que realmente sabem, e estes exercícios podem não contribuir para isso."

O gestor quis partilhar ainda o prémio com os colaboradores e com o seu co-CEO no grupo, Ângelo Paupério. "Decidimos tudo em conjunto na Sonae e funcionou extraordinariamente bem" acrescentou, depois de receber o prémio das mãos de Luís Delgado, presidente da Trust in News, o grupo de media que detém revistas como a EXAME ou a VISÃO.

Paulo Azevedo em entrevista na EXAME

A edição especial da revista EXAME dedicada às 500 Maiores e Melhores, que chega às bancas esta sexta-feira, traz uma extensa entrevista com o distinguido deste ano, Paulo Azevedo. Nela, o ainda chairman executivo recorda o seu percurso na última mais de uma década à frente do grupo e fala sobre o seu modelo de gestão, as decisões difíceis que tomou, o seu papel na internacionalização da marca e a sucessão da irmã.

E relembra ainda as marcas deixadas pelo pai, Belmiro de Azevedo, deixando também pistas sobre o que ele próprio vai fazer depois de deixar funções executivas. "Tenho uma enorme convicção de que vou fazer coisas que me vão entusiasmar, da mesma forma que sempre fiz até hoje," refere o gestor, que passará a presidente do conselho com a mudança. "Tenho alguns projetos, mas não vou tomar grandes decisões sem estar confortável com o novo papel," sinaliza.

Na edição do ano anterior o distinguido por este prémio foi Fortunato Frederico, fundador do grupo português de calçado Kyaia. Belmiro de Azevedo, o líder histórico da Sonae, tinha recebido o mesmo prémio em 2010.

Além do anúncio do vencedor do Prémio Excelência na Liderança, estão esta quinta-feira a ser conhecidos no evento das 500 Maiores e Melhores os nomes da Melhor Empresa do Ano, os dois prémios especiais e os vencedores das Melhores em 13 mercados distintos.