Exame

Siga-nos nas redes

Perfil

Paulo Pimenta

Paulo Pimenta

CEO do KuantoKusta

Marketplaces: uma oportunidade ou risco para o retalho?

Exame

Paulo Pimenta

D.R.

No momento de decidir colocar os seus produtos num marketplace online, como devem as empresas pesar as vantagens e os riscos?

Quando se pensa na estrutura de um marketplace, pode-se imaginar um grande shopping virtual, onde o maior benefício para os consumidores é a comodidade de encontrar diversas lojas que oferecem um vasto catálogo de produtos, a preços competitivos, num só lugar. Deste modo, perceber os benefícios para quem procura um produto ao melhor preço, torna-se simples. E para os retalhistas, o que significa estar presente num marketplace?

O marketplace é uma tendência digital que ocorre não só em Portugal, mas no mundo todo. Por isso, deve ser abraçada estrategicamente pelos retalhistas, tendo a consciência de que, como qualquer modelo de negócio, há oportunidades e riscos. Mas como os identificamos?

Uma das oportunidades a destacar é que, ao aliar-se a um marketplace, o retalhista tem a possibilidade de ampliar a visibilidade e aumentar exponencialmente as vendas com um investimento muito reduzido. E é muito fácil perceber como isso se verifica, pois os marketplaces são sites de credibilidade consolidada que, disponibilizam um espaço para que as lojas parceiras possam anunciar e vender seus produtos para o grande público. A loja usufrui de uma verdadeira montra virtual que dispõe de todos os recursos e know-how necessários para mostrar e vender os seus produtos.

Nesse sentido, o marketplace torna-se um verdadeiro parceiro, pois assume toda a responsabilidade do processo de compra que anteriormente estava sob a alçada do retalhista. Assim, a loja tem condições de prescindir ou minimizar os gastos com a construção e manutenção de um site, como sejam: marketing, meios de pagamentos e sistemas antifraude, e, em cima disso, elimina os riscos de investimento independentemente dos resultados, pois o marketplace apenas recebe com base na venda efetiva da loja.

Existe uma outra oportunidade, que é um ganho imediato no número de clientes que chegam à loja sem qualquer esforço. Graças ao tráfego qualificado do marketplace, novos utilizadores passam a conhecer a loja, o que para uma PME ou para uma loja de nicho, por exemplo, é um ganho muito importante, pois adquire a possibilidade de expandir mercado e, consequentemente, ampliar as suas receitas.

As oportunidades existem mas, a loja, antes de aderir ao marketplace, deve avaliar a estrutura que dispõe para assumir o compromisso de entregar todos os produtos que coloca à venda, no prazo de entrega determinado e também de prestar um excelente atendimento aos clientes.

Os marketplaces dispõem assim de diversas ferramentas que auxiliam as lojas parceiras a vender mais e melhor. Isto porque, um dos propósitos deste modelo de negócio é justamente dotar os retalhistas de boas práticas de venda e boas avaliações. Nesse aspeto, o marketplace oferece um serviço de atendimento especializado que assegura uma boa experiência para todos os envolvidos num processo de compra online.

Estão criadas as condições para que os retalhistas encontrem deveras mais oportunidades do que riscos!

Paulo Pimenta

Paulo Pimenta

CEO do KuantoKusta