Exame

Siga-nos nas redes

Perfil

Musk estuda tirar a Tesla de Bolsa

Actualizada

Exame

Justin Sullivan / GettyImages

Através de uma simples mensagem no twitter, Elon Musk deixou as acções da Tesla em alvoroço, dizendo-se pronto a comprar as acções muito acima do seu valor actual. Cotação foi suspensa.

Tiago Freire

Tiago Freire

DIRETOR DA EXAME

Elon Musk já habituou o mundo à sua impulsividade, e a sua atenção está agora nas acções da Tesla. Através da sua conta oficial de twitter, o fundador da fabricante automóvel lançou a bomba: "Estou a ponderar tirar a Tesla de bolsa nos 420 dólares. Financiamento assegurado". Wall Street abriu a boca de espanto e, algumas horas depois, a negociação dos títulos foi suspensa.

Tirar a Tesla de bolsa não é tão fácil assim. A empresa tem capital disperso que tem de ser comprado, através do lançamento de uma hipotética Oferta Pública de Aquisição. Acontece que os títulos da Tesla estão a negociar muito abaixo deste valor, pelo que, se os investidores levarem a sério esta tirada de Musk, poderão vir a subir para próximo daquele valor. Na verdade, pensando numa óptica financeira, Musk não teria qualquer incentivo para divulgar desta forma um preço de compra muito acima do valor de mercado actual, já que poderia hipoteticamente comprar as acções mais baratas.

Enquanto os investidores avaliavam se o fundador da Tesla está ou não a falar a sério, as acções foram subindo. Chegaram a disparar mais de 8%, também ajudadas pela notícia do FT de que o fundo soberano da Arábia Saudita tem mais de 3% da empresa. A suspensão deu-se quando os títulos estavam nos 367 dólares por acção.

Seja como for, Musk deverá ter problemas com os reguladores do mercado de capitais dos EUA. É que uma declaração pública destas pode configurar uma manipulação de mercado. E, caso esteja em causa uma futura OPA, há canais oficiais de divulgação que devem ser respeitados, e não apenas uma conta de twitter.

E esta não foi a única mensagem. Perante várias questões colocadas, Musk reforçou o preço mágico de 420 dólares e até avançou a forma como a Tesla poderia viver num futuro em que mantinha milhares de accionistas mas estaria fora de bolsa. "A minha esperança é que todos os actuais investidores se mantenham na Tesla mesmo se sairmos de bolsa. Criaria um fundo especial que permitiria a qualquer pessoa manter-se na Tesla. Já faço isso com o investimento da Fidelity na SpaceX".

O empresário refere-se à sua empresa de exploração espacial que, apesar de não estar cotada, permite a entrada de investidores, através de um fundo de investimento especial.

Musk tem-se queixado da pressão dos accionistas, que exigem ver resultados palpáveis do seu investimento. O empresário sempre se mostrou mais focado na sua visão do que nos planos financeiros, embora nos últimos trimestres tenha começado a definir metas mais concretas, perante a pressão dos mercados.

Uma Tesla totalmente detida por Musk, ou por ele e por uns poucos accionistas mas sem estar cotada em bolsa, significaria uma diminuição dessa pressão, e uma maior liberdade do fundador para gerir o futuro da empresa.