Exame

Siga-nos nas redes

Perfil

Apple é a primeira empresa americana a valer um bilião de dólares

Exame

A tecnológica liderada por Tim Cook alcançou hoje a marca de um bilião de dólares em bolsa. É a primeira empresa norte-americana a garantir esta valorização. A Petrochina foi a primeira a registar este feito, em 2007

A tecnológica co-fundada pelo mítico Steve Jobs em 1976 alcançou esta quinta-feira, 2 de agosto, uma marca histórica, ao atingir uma valorização bolsista de um bilião de dólares, depois de as ações terem atingido os 207,05 dólares. A Apple apresentou esta terça-feira resultados semestrais acima do esperado, o que acabou por impulsionar a tendência compradora dos títulos. "O crescimento foi forte em todo o globo", referiu Luca Maestri, CFO da Apple, após a apresentação dos resultados, citado pelo The Guardian.

A empresa liderada por Tim Cook torna-se assim na primeira cotada norte-americana a atingir a valorização de um bilião de dólares, uma marca que foi pela primeira vez atingida pela Petrochina, em novembro de 2007, aquando do seu IPO. O valor acabaria por cair, rapidamente, enquanto os especialistas ouvidos pela agência Bloomberg acreditam que este valor de mercado poderá ser mais sustentado pela Apple.

Há várias outras tecnológicas na pegada da dona do iPhone, com valorizações a superar os 800 mil milhões de dólares, como é o caso da Microsoft, da Amazon ou da Alphabet, a dona da Google. A Apple tem batido constantes recordes ao longo das suas quatro décadas de existência, com o departamento de inovação a conseguir supreender e captar cada vez mais clientes.