Exame

Siga-nos nas redes

Perfil

Assembleia Geral confirma saída do BPI de bolsa

Exame

Decisão foi aprovada em Assembleia Geral de Acionistas. Banco deixa de negociar em mercado de capitais

O banco liderado por Pablo Forero vai deixar de negociar em mercado aberto, tal como já tinha sido anunciado. A decisão foi confirmada esta sexta-feira, 29 de junho, em comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários, depois de ter sido aprovada em Assembleia Geral de Acionistas.

Com a presença dos 26 acionistas detentores de títulos correspondentes a 95,08% do capital social da instituição agora detida pelo Caixa Bank, a Assembleia Geral aprovou "a proposta do acionista CaixaBank, S.A. de perda da qualidade de sociedade aberta do Banco BPI, S.A.". A mesma reunião magna decidiu ainda "por 99,99% dos votos expressos, a proposta do acionista CaixaBank, S.A. de redução do número de membros que compõem o Conselho de Administração no mandato 2017-2019 de vinte para dezoito; por 99,97% dos votos expressos, a proposta do Conselho de Administração de nova política de dividendos”.

A redução de número de administradores acontece depois de Vicente Tardio Barutel e Carla Sofia Bambulo terem renunciado aos cargos de vogais do Conselho de Administração. A decisão foi tomada após a compra, CaixaBank, de 8,425% do capital do banco ao grupo Allianz.

O banco cuja presidência do Conselho de Administração está nas mãos de Fernando Ulrich passou a ser controlado pelo grupo catalão no início de 2017. A instituição apresentou um resultado líquido positivo de 210 milhões de euros entre janeiro e março deste ano, um valor que compara com os prejuízos de 122 milhões de euros registados em igual período do ano anterior.