Exame

Siga-nos nas redes

Perfil

Imobiliária da Auchan deve investir 120 milhões em dois novos centros na Grande Lisboa

Exame

Mário Costa, diretor-geral da Immochan Portugal

Luís Barra

Os dois novos centros devem arrancar dentro de ano a ano e meio, devendo integrar outras valências além do comércio e da restauração, que podem passar por escritórios, habitação ou hotelaria.

A Immochan, dona dos centros comerciais Alegro e que recentemente comprou os Fórum Montijo e Sintra, vai investir um valor próximo de 120 milhões de euros no desenvolvimento de dois novos centros comerciais integrados, na região de Lisboa e Vale do Tejo.

A estimativa foi avançada à EXAME em Lisboa esta quarta-feira, 14 de março, pelo diretor geral da Immochan Portugal, Mário Costa (na foto). “Em cinco anos poderemos ter mais dois ativos importantes desenvolvidos de raiz na Grande Lisboa. São projetos que integram retalho com serviços, novas tendências de mercado,” tinha afirmado antes, numa sessão com jornalistas.

Os dois projetos ainda não estão fechados e decorrem conversações com as autoridades locais, devendo começar a avançar dentro de um ano a ano e meio. Mas o certo é que ficarão nos concelhos à volta da capital e poderão contar com novas componentes além da comercial e da restauração, como as de habitação, escritórios ou hotelaria.

O anúncio da intenção de construir os novos equipamentos surge depois de a empresa, detida pelo grupo familiar Mulliez, ter tomado posse a 1 de março dos três centros comprados em Portugal por 411 milhões de euros. Com a aquisição do Forum Montijo, Forum Sintra e Sintra Retail Park a Immochan diz ter-se tornado, a seguir à Sonae Sierra, no segundo maior operador nacional de centros comerciais de média e grande dimensão.

Os três centros comerciais acrescentam ao parque comercial uma área bruta locável de mais de 132 mil metros quadrados e quase 20 milhões de visitantes por ano, aumentando assim em 50% o número de visitantes totais de todos os centros geridos pela Immochan em Portugal (até agora era de 40 milhões).

Crescer à boleia no novo aeroporto

A aposta no triângulo Alcochete- Montijo-Lisboa é justificada pelo facto de todos os indicadores económicos estarem em crescimento no país e por ser esta a área “onde as coisas mais acontecem,” impulsionadas pelo turismo e pelos eventos. É um "investimento muito interessante numa região conhecida e dominada por nós", afirma, recordando a presença no território de outras insígnias já detidas pelo acionista – Auchan, Leroy Merlin, Aki, Norauto e Decathlon.

No caso do Montijo, a compra do Forum é feita na expectativa de que a região venha a crescer à boleia do novo aeroporto civil, a instalar naquela localidade nos próximos anos, e do efeito migratório esperado. Será a âncora em torno da qual poderão desenvolver-se projetos integrando a componente de escritórios ou ligadas a parques empresariais.

Em Sintra, a estratégia em relação aos dois equipamentos comprados - Forum Sintra e Sintra Retail Park – deverá passar pela sua renovação (num investimento de dois a três milhões de euros) e pela utilização de um terreno de 8.000 metros quadrados nas imediações de ambos e que estava no pacote comprado ao fundo norte-americano Blackstone, que detinha os ativos desde que em 2013 comprou a Multi Corporation.

As aquisições em Portugal levaram o país a ganhar importância na escala do grupo a nível mundial, passando agora a figurar no top cinco dos mercados com maior faturação, entre os 40 em que está presente. “Subimos três lugares, estamos em quarto ou quinto a nível internacional,” revelou Mário Costa à EXAME.

Afastada deverá estar, em princípio, a compra de centros comerciais já em operação – como ocorreu com os Forum e com o retail de Sintra – ou a possibilidade de alienar ativos. “A nossa estratégia é investir para desenvolver a longo prazo, não temos estratégia de comprar e valorizar para vender a seguir,” afirmou o mesmo reponsável.

Com esta aquisição, a Immochan - que é também dona dos Alegro Alfragide, Setúbal e Castelo Branco – passa a contar com 200 mil metros quadrados de área bruta total em todo o portefólio nacional. Além dos seis centros e retail comerciais, gere também sete galerias comerciais nos Jumbo de Sintra, Alverca, Canidelo, Cascais, Famalicão, Maia e Santo Tirso.