Exame

Siga-nos nas redes

Perfil

Fidelidade entra na América Latina com compra no Perú

Exame

La Positiva, Perú

DR

Grupo comprou maioria do capital da seguradora chilena La Positiva, e junta mais um mercado à sua estratégia de desenvolvimento internacional.

Tiago Freire

Tiago Freire

DIRETOR DA EXAME

A seguradora Fidelidade, detida pela chinesa Fosun, deu o primeiro passo para a entrada no mercado da América Latina, com a aquisição da maioria do capital de uma seguradora chilena.

De acordo com comunicado divulgado esta terça-feira, o grupo liderado por Jorge Magalhães Correia comprou 51% do capital da La Positiva, o quarto maior grupo do setor segurador no Perú, com uma quota de mercado de 11%. A empresa tem prémios consolidados que ultrapassam os 500 milhões de dólares, investimentos de 1,2 mil milhões de dólares e mais de 4,3 milhões de segurados, de acordo com a mesma fonte.

Segundo Magalhães Correia, presidente da Fidelidade "este é mais um passo na estratégia de internacionalização da Fidelidade em curso, aproveitando as condições de crescimento económico sustentado do mercado peruano, e marca o início da nossa expansão na América Latina".

A empresa não divulga o valor de aquisição desta participação na La Positiva, que tem perto de 80 anos de existência. A Fidelidade, que pertencia ao grupo Caixa Geral de Depósitos antes da alienação à Fosun, é líder do mercado segurador em Portugal.