Lisboa, 20 jun (Lusa) -- O presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Joseph Blatter, considerou hoje que a tecnologia da linha de golo "é uma necessidade", em reação ao golo que não foi validado à Ucrânia, frente à Inglaterra, no Euro2012.

"Depois do jogo de ontem [terça-feira], a tecnologia na linha de golo não é mais uma possibilidade, mas uma necessidade", escreveu o dirigente máximo do futebol mundial na sua conta na rede social Twitter.

No encontro entre Inglaterra e Ucrânia, em Donetsk, que os ingleses venceram por 1-0, um remate de Marko Devic, desviado no guarda-redes, levou a bola a ultrapassar a linha de golo, apesar do esforço do defesa John Terry em tirá-la.