Lisboa, 20 jun (Lusa) -- O primeiro-ministro britânico, David Cameron, observou hoje, com ironia, que reavaliará o apoio à tecnologia da linha de golo no futebol, depois de a Inglaterra ter beneficiado de um erro de arbitragem no jogo do Euro2012 com a Ucrânia.

"Lembro-me de pensar que era uma boa tecnologia quando o Frank Lampard ficou desapontado no último jogo com a Alemanha. Agora, tenho que refletir um pouco, mas não devo dar uma volta de 360 graus", disse Cameron, à margem da Cimeira do G20, que decorre no México.

A Inglaterra venceu a Ucrânia na por 1-0 e qualificou-se para os quartos de final do Euro2012, mas a seleção anfitriã marcou um golo aos 62 minutos que não foi validado pelo árbitro húngaro Viktor Kassai, apesar de a bola ter ultrapassado na totalidade a linha de baliza.