Lisboa, 09 ago (Lusa) -- O presidente da Estradas de Portugal (EP) anunciou na quarta-feira à noite ter concluído, há poucas horas, a renegociação da subconcessão da autoestrada transmontana, conseguindo uma poupança para o Estado de 81 milhões de euros.

António Ramalho afirmou ter fechado "esta noite" o acordo com o consórcio liderado pela Soares da Costa, sublinhando que se trata de "uma autoestrada com um peso significativo", que faz a ligação entre o Porto e Bragança.

Esta é a segunda renegociação de Parcerias Público Privadas rodoviárias, depois de uma poupança conseguida com um novo acordo para a subconcessão do Pinhal Interior, que permitiu uma poupança de 485 milhões de euros.