Lisboa, 04 jul (Lusa) -- Um cliente doméstico que descida rescindir com a EDP "não tem qualquer tipo de penalização, pode fazê-lo a qualquer momento" e isso constará no articulado, garantiu hoje o administrador executivo da EDP Miguel Stillwell d'Andrade.

"Assumimos esse compromisso e iremos assegurar que isso estará também refletido no clausulado, que não há qualquer tipo de penalização para o cliente [doméstico] que queira rescindir", sublinhou o administrador, à margem de uma conferência promovida pelo Diário Económico, subordinada ao tema da 'Energia: os desafios da liberalização do mercado'.

A EDP foi hoje acusada pela DECO de estar a impor por escrito aos clientes domésticos que, "no caso de uma cessação contratual por parte do consumidor, [este] pagará cinco euros por cada kilowatt/hora ou metro cúbico não consumido, estimado até ao fim do contrato. É isso que está escrito", disse Vítor Machado, economista da DECO e representante no Conselho Tarifário da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).