O 'Santa Anastácia', escrito a borrona preta na pequena capela de cartão, deixa adivinhar a vida nómada de maus tratos que esta réplica levou. Esta e as restantes 25, todas de monumentos da cidade do Porto, expostas agora numa sala ao fundo da Estação de São Bento.

Estiveram guardadas 15 anos num armazém até João Pestana, dono de uma empresa de marketing e publicidade, as ter descoberto. Viu a Torre dos Clérigos, ao longe, coberta de pó, juntamente com a Sé Catedral, o Paço Episcopal, a Cadeia da Relação e a Estação de S. Bento.

Teve de imediato a ideia de as expor ao público. Juntamente com a mulher, Ana Furtado, meteu mãos à obra e cuidou das peças como de um filho. Entre elas está, também, a réplica do verdadeiro Palácio de Cristal, demolido há 51 anos. Foi a primeira das muitas miniaturas que Agostinho Teixeira fez.

Da vida deste artista, pouco se sabe. Nasceu em Massarelos e não chegaria a ver a sua obra reconhecida. Aliás, João e Ana só recentemente confirmaram a autoria das miniaturas, quando José Teixeira, filho de Agostinho, apareceu na exposição. Viu as obras do pai devidamente apreciadas e foi isso mesmo que escreveu no livro de testemunhos, que todos que por lá passarem podem marcar.

EXPOSIÇÃO DE MINIATURAS DE MONUMENTOS DO PORTO
Estação de São Bento, Pç. Almeida Garrett
Inf. 91 493 2120
Até 23 Set
Seg-Sáb
10h30-19h
€2