Por cá, a notícia chegou em maio e fez correr muita tinta: um café na praia de Faro cobrava 50 cêntimos por um copo de água da rede. No entanto, a água que o Molecule Water Cafe, em Manhattan, está a vender por cerca de dois euros, mais impostos, será diferente. Em causa está um filtro de 20,5 mil euros, que usa raios ultravioletas, tratamentos de ozono e um processo de osmose inversa para obter o que os proprietários classificam como "H2O pura".

Segundo o Wall Streer Journal, a água passa por um tratamento de sete etapas, que proudz uma "subtil" alteração no seu gosto. "Mas se tiver um paladar sensível, distingue perfeitamente", garante o co-proprietário Adam Ruft.

A partir de um dólar já é possível apreciar esta água, desde que leve o seu próprio copo...