É uma das mais antigas garrafeiras do Porto. Fundada em 1986, por Marina Cândido da Silva, continua a ser gerida em família, pelos irmãos Luís e Joaquim Cândido da Silva.

Foi exatamente para prestar tributo à mãe que lançaram um vinho tinto, o Diálogo da Niepoort (€5,90), cujo rótulo tem a imagem da fundadora, atualmente com 69 anos. "Tivemos que ter o vinho escondido durante vários dias para a minha mãe não perceber", diz Luís Cândido, um dos rostos da garrafeira.

O aniversário ficou ainda assinalado com o lançamento deste vinho em garrafas grandes de 18 litros (€275). A garrafeira que ganhou a medalha de ouro no ano 2000 continua a ser uma das mais bem conceituadas do País, com vinhos antiquíssimos (há garrafas do início do século), de diferentes regiões e um setor especial para o vinho do Porto de categorias superiores.

A Tio Pepe distingue-se também pela extensa cave de charutos numa sala humidificada, cuja venda ultrapassou pela primeira vez, no ano passado, a do whisky. Em época de contenção, a garrafeira atingiu já "o dobro da faturação do ano passado", em grande medida. "Em 25 anos não é a primeira crise que atravessamos", revela Luís Cândido, sem medo do futuro.


GARRAFEIRA TIO PEPE
R. Eng. Ferreira Dias, 51, Porto
T. 22 618 4656.
Seg-Sex 10h30-13h30, 15h-20h, Sáb 10h-13h
www.garrafeiratiopepe.pt