O responsável pelo seminário, um padre de 37 anos, é o presumível autor de "vários crimes de abuso sexual de crianças e de menores dependentes sobre os quais detinha funções de educação e proteção", refere a PJ em comunicado.

O vice-reitor foi detido "em cumprimento de mandado de busca e detenção emitido pelas autoridades judiciárias competentes", acrescenta o documento.

Ouvido durante a tarde no Tribunal do Fundão, o responsável pelo Seminário Menor do Fundão ficou sujeito a prisão domiciliário com pulseira electrónica, acrescentou fonte policial.

Segundo a mesma fonte, a PJ e o Ministério Público actuaram na sequência de denúncias de vítimas feitas esta semana.

"Foram feitas as diligências necessárias de imediato que culminaram com a detenção do vice-reitor", acrescentou.

Apesar das tentativas, não foi possível obter uma reacção por parte da Diocese da Guarda.

No seminário, uma das funcionárias contactadas ao final da tarde pela agência Lusa mostrou-se incrédula com a suspeita que recai sobre o padre com quem trabalha "há nove anos".

"É uma pessoa alegre e expansiva", referiu, dizendo que "ninguém se livra de invenções destas".