Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa de desemprego aumentou assim, em termos trimestrais 1,1 pontos percentuais e em termos homólogos 2,9 pontos percentuais.

Entre outubro e dezembro, o INE contabilizou 923,2 mil desempregados, o que representa um acréscimo trimestral de 6% (mais 52,3 mil pessoas) e homólogo de 19,7% (mais 152,2 mil pessoas).

Cerca de 400 mil pessoas recebiam prestações de desemprego em dezembro passado, o equivalente a 43% do número total de desempregados contabilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), divulgado hoje.

De acordo com os últimos dados disponibilizados na página da Segurança Social (www.seg-social.pt), em dezembro existiam 400.234 beneficiários de prestações de desemprego, mais 8.631 pessoas do que em novembro.

 

Os dados divulgados hoje pelo INE contabilizavam no quarto trimestre de 2012 um total de 923,2 mil desempregados, o que fez elevar a taxa de desemprego para os 16,9%, face aos 15,8% observados no trimestre anterior. Este aumento representa um acréscimo trimestral de 6% (mais 52,3 mil pessoas) e homólogo de 19,7% (mais 152,2 mil pessoas).