Lisboa, 10 dez (Lusa) - O recrutamento de trabalhadores com recurso a agências de trabalho temporário tem vindo a subir nos últimos anos, apesar de haver milhares de empresas a fechar e do desemprego estar a aumentar, disse à Lusa fonte da associação do setor.

As entidades patronais recorrem cada vez mais às agências de trabalho temporário, até porque há mais informação e fiscalização, explicou à Lusa o presidente da Associação das Empresas do Setor Privado de emprego (APESPE), Joaquim Adegas.

"Perante as restrições às contratações e a inexistência de ofertas de emprego, o papel das empresas privadas de emprego é fulcral para inverter a situação e combater o desemprego", defendeu.