O túnel, com cerca de um quilómetro, fica no sudeste da capital italiana e, oficialmente, era usado com plantação de cogumelos, um uso frequente para as passagens subterrâneas desativadas naquela região. Mas o cheiro intenso a canábis que deu o alerta às autoridades: ali não eram cultivados só cogumelos...

Segundo a Reuters, além das muitas filas de plantas, dissimuladas atrás de uma parede, a polícia ainda encontrou vários sacos com canábis pronta a consumir. No total, foram apreendidos 340 quilos da droga, no valor de cerca de 3 milhões de euros - uma das maiores apreensões de canábis em Itália.

O túnel foi construído como parte da rede de metro planeada por Mussolini nos anos 30, mas acabou por ser abandonado quando Itália se envolveu na II Guerra Mundial, em 1940.