A dedução de 5 por cento do IVA hoje aprovada pelo Governo terá um teto máximo de 250 euros, que poderá ser ajustado "gradualmente".

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, anunciou hoje, para 2013, a criação de uma dedução em sede de IRS do correspondente a 5 por cento do IVA. Esta dedução terá contudo um "teto máximo de 250 euros por família", e ficará limitada a despesas com serviços dos setores de manutenção e reparação de veículos, alojamento, restauração, cabeleireiros e similares.

Núncio disse que no futuro esta dedução poderá ser "ajustada gradualmente" -- isto é, poderá ser alargada a outras despesas, e o teto máximo poderá ser alargado.