Palaçoulo, Bragança, 16 jul (Lusa) -- A crise em Espanha preocupa mais os industriais de Palaçoulo, no Nordeste Transmontano, do que a situação nacional, porque têm no país vizinho o principal mercado.

As empresa de tanoaria e cutelaria de Palaçoulo exportam a maior fatia do que produzem para o mercado espanhol, o principal fator que tem protegido e mantido a indústria local à margem dos efeitos recessivos da economia portuguesa.

"Estamos muito apreensivos com o que se está a passar em Espanha. Oxalá não venha aí uma recessão grande e que tenha impacto nas nossas vendas", afirmou à Lusa Domingos Martins, sócio da empresa de cutelaria FILMAM.