Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Saiba como ajudar os habitantes de Oliveira de Frades

Coração no centro de Portugal

Francisca Onofre, responsável pela Missão Esperança dos Médicos do Mundo em Oliveira de Frades, explica como qualquer pessoa ainda pode pode ajudar os habitantes deste concelho. OIÇA AQUI A ENTREVISTA

Neste fim de semana, os Médicos do Mundo vão receber cerca de 100 voluntários em Oliveira de Frades para ajudarem a renascer as cinzas as pessoas de uma das zonas mais afetadas pelos incêndios de outubro. Na verdade, serão mais, porque ao número de forasteiros haverá que juntar os voluntários da zona - como os escuteiros, que vão cozinhar para quem vem de fora.

Apesar do número expressivo, Francisca Onofre, coordenadora dos voluntários da Missão Esperança em Oliveira de Frades, diz que todos os braços são bem-vindos. Quem quiser colaborar indo para o terreno pode inscrever-se na página de internet dos Médicos do Mundo, ou AQUI

A assistente social acrescenta que outra forma de ajudar é contribuir com bens - mas nada de roupa. O que faz mesmo falta são materiais agrícolas. «Arderam muitas partes de baixo de casas, aquilo a que as pessoas chamam lojas, onde estavam guardados os instrumentos de agricultura. E também arrecadações e anexos.»

Francisca Onofre, responsável pela Missão Esperança em Oliveira de Frades, com Joaquim Mendonça, uma das pessoas que os Médicos do Mundo estão a ajudar

Francisca Onofre, responsável pela Missão Esperança em Oliveira de Frades, com Joaquim Mendonça, uma das pessoas que os Médicos do Mundo estão a ajudar

VISITE AQUI O SITE - “Uma Redação com o Coração no Centro de Portugal”

Vamos ter uma redação itinerante no Centro do país durante todo o mês de Novembro, para ver, ouvir e reportar. Diariamente, vamos contar os casos de quem perdeu tudo, mas também as histórias inspiradoras da recuperação. Queremos mostrar os esforços destas comunidades para se levantarem das cinzas e dar voz às pessoas que se estão a mobilizar para ajudar. Olhar o outro lado do drama, mostrar a solidariedade e o lado humano de uma tragédia. Para que o Centro de Portugal não fique esquecido. Porque grande jornalismo e grandes causas fazem parte do nosso ADN.

  • A árvore da vida

    Coração no centro de Portugal

    'Ti Moreira' salvou-se escorregando pela ameixoeira debaixo da sua varanda, quando a casa já estava em chamas. Agora quem lhe lança as escadas para uma nova vida são os voluntários dos Médicos do Mundo

  • Os animais selvagens também são gente

    Coração no centro de Portugal

    Fotógrafo da natureza, João Cosme pôs o seu conhecimento ao serviço daqueles de que ninguém se parece lembrar quando existem grandes incêndios: os animais selvagens. Com o apoio da Câmara Municipal de Vouzela, espalha alimento pelo parque natural Vouga Caramulo e pelas matas da região para que a bicharada que sobreviveu ao fogo não morra agora de fome