Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Varanda do Casal: O melhor da cozinha regional em plena serra da Lousã

Coração no centro de Portugal

Ementa pequena, mas apelativa, com base em cozinhados no forno a lenha e no melhor que a região tem para dar. A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva, sobre o restaurante Varanda do Casal, na aldeia de Casal de São Simão, em Figueiró dos Vinhos

O Casal de São Simão tem uma só rua, sinuosa e estreita, com duas dezenas de habitações de pedra que preservam a traça e os materiais característicos da região e que justificam a sua inclusão na rota das aldeias de xisto. Fica na crista de um monte, rodeada por outros montes ainda maiores, por onde passou o fogo que destruiu florestas, casas e vidas nos concelhos de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos. Felizmente, o fogo deixou as casas desta aldeia incólumes, incluindo a de feição moderna, embora também feita de pedra, onde está instalado o restaurante Varanda do Casal, no ponto dominante; poupou a rua, que faz parte do percurso pedestre das Fragas de São Simão - “o que de há de mais belo no País”, segundo Raul Proença, no Guia de Portugal -, a três centenas de metros de distância; e não queimou a vegetação que circundante.

No restaurante, que tem uma sala ampla e cheia de luz, serve-se o melhor da cozinha regional. A ementa é pequena, mas apelativa, com base em cozinhados no forno a lenha, do pão de trigo e centeio aos enchidos para entrada, à chanfana e ao borrego, entre outros pratos principais, e à tigelada, para sobremesa. Há uma sopa, sempre com ingredientes locais, como se faz em casa. Para entrada impõem-se as pataniscas de bacalhau, que são pequenas, leves e saborosas; os enchidos regionais (chouriço, farinheira, moira e morcela de arroz) assados no forno; a cachola da matança, com fígados, febras e entretenho (redenho); e os cogumelos silvestres. Nos pratos principais destacam-se: tiborna de bacalhau à moda beirã (bacalhau de posta alta que é lascado e servido com batatas a murro, muita cebola, alho, azeite e um toque de vinagre); caril de gambas, que surpreende por não ser daqui e ser tão bom (trouxe-o de Angola o fundador da casa), em duas versões, uma picante, outra suave; chanfana de cabra com batatas e legumes cozidos; borrego dos casamentos, que vai ao forno em tacho de barro, depois de marinar em vinho tinto, alho e louro, e vem com a carne muito macia e gostosa; vitela no tacho, que dignifica o estufado; “churrasco de porco preto”, nem mais nem menos do que bons secretos com arroz de feijão e migas a acompanhar; e, às vezes, polvo à lagareiro, bacalhau à Zé do Pipo, ou outro. Boa doçaria, em especial a tigelada beirã, a torta de laranja, que é receita de família, e os “cinco sabores”, que têm assinatura da dona da casa. Bela garrafeira com os vinhos das Beiras e da Bairrada em destaque, tendo várias opções a copo. Serviço eficiente e simpático.

Varanda do Casal > Casal de São Simão, Figueiró dos Vinhos > T. 236 628 304 e 96 770 3994 > ter-dom 12h30-15h, 19h30-21h30 > €17 (preço médio)