Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Xisto Week: Uma semana para aproveitar as Aldeias do Xisto

Coração no centro de Portugal

Música e gastronomia convidam à descoberta das Aldeias do Xisto, entre esta sexta, 14, e o próximo dia 23, na primeira edição da Xisto Week. Mais uma proposta no âmbito do projeto da VISÃO Coração no Centro de Portugal

Casa da Ti'Augusta, na Aldeia do Xisto de Figueira, Proença-a-Nova

Casa da Ti'Augusta, na Aldeia do Xisto de Figueira, Proença-a-Nova

A contrabaixista francesa Joëlle Leandre já está em Figueira, Proença-a-Nova, desde a última quarta-feira, 12, para a residência artística que a vai juntar a cinco mulheres portuguesas do jazz, num concerto inédito com estreia este sábado, 15. É precisamente esse espetáculo, naquela Aldeia do Xisto, que marca o início da Xisto Week que, até dia 23, levará (mais) animação a várias aldeias da Beira Interior, nomeadamente à mesa, com 20 restaurantes espalhados pelas serras da Lousã, Açor, regiões do Zêzere e Tejo-Ocreza, a servirem um menu de degustação à volta dos produtos locais. “A ideia é que cada restaurante proponha a sua interpretação daquilo que são os sabores e a diversidade da gastronomia regional”, salienta Rui Simão, da ADXTUR - Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto. À mesa, poderá encontrar, entre outras iguarias, a truta de escabeche, o bucho e várias sobremesas feitas com leite de cabra.

Antes de atuar em Serralves, no Jazz no Parque, dia 16, a contrabaixista francesa Joëlle Leandre atua em Figueira com um quinteto feminino

Antes de atuar em Serralves, no Jazz no Parque, dia 16, a contrabaixista francesa Joëlle Leandre atua em Figueira com um quinteto feminino

Walter Deixler

O pátio da Casa da Ti’Augusta, em Figueira, será o palco do concerto de sábado, 14 que junta Joëlle Leandre – a “super-estrela do jazz”, como lhe chama Rui Eduardo Paes, um dos responsáveis pela iniciativa e comissário do Jazz no Parque de Serralves, no Porto, onde o concerto se repete no domingo, 16 – a Susana Santos Silva (trompete), Maria Radich (voz e dança), Maria do Mar (violino), Joana Guerra (violoncelo e voz) e Angélica Salvi (harpa e eletrónica).

O concerto é organizado pelo X Jazz - Encontros de Jazz das Aldeias do Xisto que, até setembro, leva música a várias aldeias numa organização conjunta entre o Jazz ao Centro Clube e a ADXTUR. Depois de Figueira, será a Praia Fluvial de Peneda/Pego Escuro, em Góis, a receber, no dia 23, Hamilton da Holanda, o músico brasileiro que reinventou o bandolim. Mais tarde, a 4 e 5 agosto, será a vez do coletivo DEMO – Dispositivo Experimental, Multidisciplinar e Orgânico apresentar o espetáculo “Ventre da Terra-Minas da Panasqueira” resultante da residência artística que já se encontra a fazer na aldeia de Barroca, Fundão.

Mas, e além do Festival do Maranho que decorre até domingo, 16, na Sertã, há mais para ver e fazer nesta Xisto Week. Também no domingo, 16, a pequena aldeia de Aigra Nova, em Góis, propõe passeios de burro, mercado de sabores e saberes, jogos tradicionais, ateliê da broa, bem como, entre outras, a visita à maternidade das árvores a cargo da Lousitânea. Também o projeto “Sobral Aldeia Miguel” revive, de 21 a 23, as profissões antigas da Aldeia do Xisto de Sobral de São Miguel através de oficinas temáticas, animação de rua e venda de produtos locais.

No que respeita à gastronomia, Rui Simão, coordenador da ADXTUR, pretende criar dois menus nos restaurantes – “um com dimensão nutricional baseado nos produtos endógenos, e outro resultante do encontro entre o chefe de cada restaurante e um chefe de cozinha vindo de fora” – que deverá ficar pronto a tempo da próxima Xisto Week, no próximo inverno.

O D. Sesnando, em Penela, é um dos restaurantes a integrar a Xisto Week

O D. Sesnando, em Penela, é um dos restaurantes a integrar a Xisto Week

Xisto Week > 14 a 23 jul > várias aldeias do xisto > programa aqui

SAIBA AQUI TUDO SOBRE O PROJETO CORAÇÃO NO CENTRO DE PORTUGAL