Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

18 restaurantes para comer e chorar por mais

Coração no centro de Portugal

Na região das Aldeias do Xisto, a gastronomia deliciosa é uma das atrações principais. Conheça as nossas escolhas e comprove

Serra do Açor


Restaurante Guarda Rios
Restaurante amplo, de janelas viradas para o Poço da Broca, especializado na comida regional, com pratos como truta do pescador, cabrito serrano, galinha pedrês e, nas sobremesas, o arroz-doce e a tigelada.
Barriosa, Vide > T. 238 661 115 > seg 12h-15h, qua-dom 12h-15h, 20-22h

Restaurante João Brandão
A carta é constituída por pratos de cariz internacional e outros regionais como o bacalhau à Conde (a especialidade da casa). Tornedós e costeletas grelhadas são outras sugestões muito procuradas na cozinha chefiada pelo holandês Frenkel de Greeuw. Para saborear na sala interior ou numa esplanada – com uma eira, um forno a lenha – e uma vista soberba sobre o vale.
Hotel Rural Quinta da Geia, L. do Terreiro do Fundo do Lugar, Aldeia das Dez, Oliveira do Hospital > T. 238 670 010 > seg-dom 12h-14h30, 19h30-21h

Plano 5
Com vista para o Alva, aberto há dois anos por dois holandeses, serve cozinha portuguesa com toque internacional. Frango teriyaky, tâmaras com bacon e chouriço, salmão em cama de alho-francês, são alguns dos pratos mais procurados.
À sobremesa, sirva-se de tarte de amêndoa, de tarte de maçã ou gelados caseiros.
R. Joaquim da Costa Reis, 5, Aldeia das Dez, Oliveira do Hospital T. 96 4577 510 > seg-
-dom 9h-23h, sex-sáb 9h-23h

O Túnel – Restaurante
Chanfana, bacalhau à Túnel, costeleta na telha, polvo à lagareiro (ao sábado) e cabrito assado no forno (ao domingo) são algumas especialidades. Nas sobremesas, conte com tigelada, arroz-doce e queijos serra da Estrela.
Largo Ribeiro do Amaral, 8 B > Oliveira do Hospital T. 238 604 496 > ter-dom 12h-15h, 19h-22h

O Pascoal
Na aldeia do xisto de Fajão, um restaurante de genuína comida regional, como o cabritinho e a vitela assados no forno ou a tigelada nas sobremesas.
R. das Flores, Fajão, Pampilhosa da Serra > T. 235 751 219 > ter-dom 12h-15h, 19h-22h

Solar dos Pachecos
Petiscos como morcela, pica-pau, broa de batata e de abóbora. Tem loja com artesanato e licores.
Lg. Cónego Nogueira, Piódão > T. 235 731 424 > dom-qui 08h-20h30, sex-sáb 8h-21h

SERRA DA LOUSÃ


O Burgo
Localizado junto à ermida e à praia fluvial de Nossa Senhora da Piedade, o restaurante de decoração rústica aposta nos sabores da região, como o cozido do Talasnal servido na broa, o javali com castanhas ou o cabrito no alguidar.
Ermida de Nossa Senhora da Piedade, Lousã > T. 239 991 162 > ter-sáb 12h30-15h, 19h30-22h, dom 12h30-15h

Museu da Chanfana
Serve pratos de cozinha regional como chanfana, negalhos, sopa de casamento e, à sobremesa, a nabada de amêndoa e noz.
Quinta da Paiva, Miranda do Corvo, T. 239 538 445 > seg-dom 12h30-15h, 19h-23h

Casa Velha
Restaurante no centro da Lousã, com comida tradicional servida em doses generosas, desde a chanfana à moda da Lousã ao cozido à portuguesa.
Pç. Francisco Sá Carneiro, Lote 14, Lousã > T. 239 991 555 > qui-seg 11h-22h, ter 11h-15h

Restaurante Ti Lena
Situado na aldeia do Talasnal, numa casa de pedra decorada como se fosse uma taberna antiga, o restaurante, aberto há 14 anos, serve cabrito assado com batata e castanhas, chanfana e bacalhau assado com batata a murro. A cozinha tem a mão da D. Lisete, a proprietária, que decidiu pôr o nome Ti Lena ao restaurante em homenagem à última residente do Talasnal. Com capacidade limitada para 28 pessoas, aconselha-se reserva prévia. Talasnal, Vaqueirinho, Lousã > T. 93 383 2624 > ter-dom 12h-22h

Álvaro’s Café
Snack Bar

Um restaurante familiar, com instalações simples e comida regional, como chanfana e truta frita.
Av. Combatentes do Ultramar, 29, Góis > T. 235 772 271 > ter-dom 08-00h

Don Sesnando Restaurante
Próximo das aldeias de Casal de São Simão e de Ferraria de São João, aposta na cozinha regional (a cargo da D. Minda). O queijo rabaçal gratinado com mel, o bacalhau na telha, o cabrito no forno, a chanfana, continuam a ser os pratos mais pedidos desde que o restaurante reabriu em 2009, no local onde funcionou, outrora, um mercado do peixe e uma cantina escolar.
Escadas da Praça da República, Penela > T. 239 561 207 / 91 959 8857 > seg-dom 12h-15h, 19h-22h

ZÊZERE


O Buke
O restaurante, integrado no Villa Pampilhosa Hotel, aposta na criação de pratos de autor a partir dos produtos e tradições serranas, como o cabrito das Beiras, o arroz-doce e a tigelada da Pampilhosa.
R. Arlindo de Almeida Esteves, Pampilhosa da Serra > T. 235 590 010 > seg-dom 12h30-
-15h, 19h30-22h

O Fiado
Com o nome a fazer lembrar a tecelagem do linho típica da região, serve cozinha tradicional das beiras, como bacalhau, cabrito no forno a lenha e os maranhos à moda de Janeiro de Cima.
R. do Espírito Santo, Janeiro de Cima, Fundão > T. 272 745 024/ 92 687 7314 > ter-dom 12h-15h, 19h-22h

Restaurante Lago Verde
O restaurante, com uma vista soberba sobre a lagoa do Cabril, serve, entre outros, sopa de peixe, achigã (frito ou grelhado), maranho, bucho, chanfana de javali ou veado. À sobremesa, conte sempre com tigelada beirã, toucinho do céu e pudim de pão com noz.
Vale de Góis, Pedrógão Grande, T. 236 486 240 > Ter-dom 12h-15h30, 19h-22h

Varanda do Casal
Na aldeia do xisto de Casal de São Simão, serve cozinha regional com pratos feitos em forno a lenha. Chanfana, borrego, tiborna de bacalhau à moda beirã, vitela no tacho, chanfana de cabra com batatas e legumes cozidos são alguns dos atrativos. Sem esquecer a doçaria: tigelada beirã, torta de laranja, e “cinco sabores” com assinatura da dona da casa.
Casal de São Simão, Figueiró dos Vinhos > T. 236 628 304/ 96 770 3994 > ter-dom 12h30-15h, 19h30-21h30

Ponte Velha
No centro da vila da Sertã, o restaurante serve a célebre sopa de peixe do rio, o achigã com molho verde, o cabrito estonado à moda de Oleiros, o bacalhau com broa, o bucho e o maranho à moda da Sertã.
Sertã, T. 274 600 160 > ter-dom 12h-14h30, 19h-22h

TEJO-OCREZA


Restaurante Casa Ti’Augusta
Afogado da Boda (carne de cabra estufada, vinho branco e hortelã), plangaio (enchido de ossos com farinheira) com couve do monte, cabrito assado no forno (ao domingo), e tigelada são os pratos regionais mais típicos. Este verão, entram três saladas novas na carta, também com produtos da região. Entre elas, está a salada charnequeira (raça autóctone da região) feita com carne desfiada, pêssego e frutos secos, e a veraneana (queijo fresco de cabra com laranja e mel). Nas noites de verão, costuma haver jazz e música tradicional ao vivo.
Figueira, Proença-a-Nova T. 96 509 9711 > sex-dom 12h-23h (seg-qui por marcação)