Lisboa, 21 ago (Lusa) -- O secretário de Estado das Obras Públicas rejeitou hoje que sejam atribuídas ao Governo responsabilidades em eventuais processos de 'lay-off' no setor da construção, afirmando que a renegociação dos contratos das concessões rodoviárias já estava no programa do Executivo.

Sérgio Monteiro falava à agência Lusa depois de ter sido conhecido que a empresa de construção Tecnovia vai colocar em 'lay-off' (suspensão temporária dos contratos de trabalho) mais de 300 trabalhadores.

"É uma decisão da exclusiva responsabilidade da empresa. Obviamente que o Governo respeita", afirmou o secretário de Estado, acrescentando que o processo de revisão dos contratos das subconcessões rodoviárias que o Governo iniciou "há cerca de um ano" vai continuar e não haverá "qualquer regime de exceção".