Lisboa, 14 jul (Lusa) -- As empresas petrolíferas e os revendedores de combustíveis acreditam que o aumento do IVA, em Espanha, vai esbater a diferença de preços e permitir "recuperar algum volume de vendas", sobretudo com as grandes frotas de transporte internacional.

"Neste momento, há uma grande sangria do consumo para Espanha. Esperamos recuperar algum volume de vendas, porque vai atenuar a diferença de preços sobretudo, em relação ao gasóleo", afirmou hoje à Lusa o secretário-geral da Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (APETRO), António Comprido.

O presidente da Associação Nacional de Revendedores de Combustíveis (ANAREC), Virgílio Constantino, considerou que a anunciada subida de três pontos na taxa máxima do IVA (de 18 para 21 por cento) em Espanha "vai colocar o gasóleo com valores muito semelhantes", o que, realçou, "é importante, sobretudo para as grandes frotas de transporte internacional".