Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UM MAPA DO CINEMA DA EUROPA

Imagens de Fundo

  • 333

IX FESTIVAL DE CINEMA EUROPEO DE SEVILLA

O filme espanhol 'Mapa' do mochileiro León Simiani (Las Nuevas Olas) e 'Gebo e a Sombra' do mestre Manoel de Oliveira (Seleção Oficial em Competição) dá como que uma espécie de mote simbólico a uma programação de fimes exclusivamente europeus, mais do que nunca à procura de uma identidade. O festival sevilhano, dirigido pela primeira vez pelo programador José Luis Cienfuegos (ex-Festival de Gijón) começa hoje à noite e vai até ao dia 10 de Novembro. O cinema português está em destaque, culminando com a entrega do Prémio de Carreira a Maria de Medeiros, a mais europeia (e internacional) das actrizes potuguesas. 'Tabu', de Miguel Gomes vai ser apresentado na Selecção EFA e tem fortes hipóteses de amanhã, por volta da hora do almoço, de ser um dos nomeados para os European Film Awards 2012.

José Vieira Mendes

O Festival de Cine Europeo de Sevilha (SEFF) está a poucas horas do seu arranque com o primeiro filme da competição. E este inicio não é menos simbólico com 'Fin', do espanhol Jorge Toregrossa, um filme apocalíptico ou sobre a possibilidade de uma nova ordem imposta à humanidade, pela natureza, depois de cumprida a famosa professia Maya, no final de 2012. Entretanto acabe o mundo ou não, desta selecção oficial competitiva constam alguns dos melhores filmes do novo cinema europeu 2012, que já correram outros grandes festivais:  'A Royal Affaire', de Nikolaj Arcel (Dinamarca), 'O Gebo e a Sombra', de Manoel de Oliveira, 'Paradise: Faith', de Ulrich Seidl (Alemanha), 'Reality', de Matteo Garrone (Itália), 'Sister', de Ursula Meier (Suiça), 'The Hunt', de Thomas Vintenberg, entre outros. O SEFF, integra ainda uma série de secções competitivas como: Selecção EFA com filmes de ficção que configuram um Panorama do Cinema Europeu de 2012 e pré-nomeados pela European Film Academy, para os Prémios do Cinema Europeu, como é o caso de 'Tabu', de Miguel Gomes; Las Nuevas Olas, uma secção que complementa a Competição Oficial Oficial, destinada a novos valores e novas visões do cinema europeu contemporâneo, onde está incluido 'A Última Vez Que Vi Macau', de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata, e o tal 'Mapa', do espanhol León Siminiani, uma aventura viajante ou um filme-canção, inspirado num arrebatador tema dos 'Queen': 'Everybody Play The Game'. Depois constam ainda as secções Eurimages (filmes financiados por este programa Europeu), Eurodoc (documentários) e Europa Junior, uma secção dirigida ao público infanto-juvenil. Há ainda uma série de seccções não-competitivas como: Focus Europa, com a Grécia como país convidado, numa respectiva selecção de filmes e outra Focus, dedicada este ano aos três grandes Festivais de Cinema Portugueses: 'IndieLisboa' (com 'Guerra Civil', de Pedro Caldas, 2010, 'Fragmentos de Um Diário', de André Principe e Marco Martins, 2010), DocLisboa (com 'Entrevista com Almiro Vilar da Costa', de Sérgio Costa, 2009 e 'Beyond the Moutains', de Aya Koretzky, 2011), Curtas de Vila do Conde (com três filmes do Estaleiro 2012, 'A Rua da Estrada', de Graça Castanheira, 'O Milagre de Santo António', de Sergei Loznitza, 'Um Rio Chamado Ave', de Luis Alves de Matos). E completa-se a programação com um Panorama Andaluz e a Shot Matters! que inclui as curtas-metragens europeias seleccionadas e nomeados pela European Film Academy para os Prémios do Cinema Europeu de 2012. O SEFF fará ainda uma homenagem à veterana cineasta francesa Agnès Varda.

MARIA DE MEDEIROS: UMA ACTRIZ DO MUNDO

A actriz, cantora e realizadora portuguesa vai receber a 10 de Novembro na Cerimónia de Encerramento no Teatro Lope de Vega, o Prémio Cidade de Sevilha. Aos 47 anos, Maria de Medeiros é reconhecida internacionalmente pela sua carreira. Já trabalhou com vários realizadores entre eles Philip Kaufman, em 'Henry e June' (1990) e Quentin Tarantino em 'Pulp Fiction' (1994). No cinema europeu deve estar próximo de ter participado numa centena de filmes e no cinema português, a actriz integrou o elenco de:  'A Divina Comédia' (1991), de Manoel de Oliveira, 'Adão e Eva' (1995), de Joaquim Leitão ou 'Silvestre', de João César Monteiro (1982), entre muitos outros. No decorrer do SEFF e a 9 de Novembro, será apresentado no Multicines Cinesa Plaza de Armas seu último trabalho: 'Repare Bem (2011), um filme que conta a história de três gerações de mulheres da mesma família, que lutam pela liberdade na América Latina, durante a ditadura militar, tendo como ponto de partida a figura de Eduardo Leite, (Bacuri), um grande defensor da democracia.

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> www.festivalcinesevilla.eu

<#comment comment="EndFragment">