Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

'TABÚ' É O MELHOR, MAS 'FLORBELA' O MAIS PREMIADO

Imagens de Fundo

  • 333

Tabu, de Miguel Gomes, Melhor Filme dos Sophia 2013.

O filme de Miguel Gomes, 'Tabu', uma das pérolas do cinema português de 2012, foi o vencedor de Melhor Filme, da primeira edição dos prémios do cinema nacional. No entanto 'Florbela', de Vicente Alves do Ó foi o vencedor em 6 importantes categorias, incluindo a de Melhor Realizador.  Apesar da diferença entre os dois filmes, em relação às categorias vencedoras a distribuição de prémios acabou por ser equilibrada, marcando um dos grandes paradigma do cinema português: a arte e a indústria. Foi uma grande festa do cinema português, apesar da conjuntura de crise. 

José Vieira Mendes

A Academia Portuguesa de Cinema distinguiu pela primeira vez os melhores filmes e profissionais do cinema nacional com os prémios Sophia 2013, numa cerimónia, realizada no Teatro São Carlos, em Lisboa, conduzida pelo actor Zé Pedro Vasconcelos, que terminou já pela madrugada.  Na verdade, 'Florbela', de Vicente Alves do Ó, recebeu o maior número de estatuetas (6 Sophias), confirmando já um certo favoritismo das 15 nomeações, dividindo no entanto  com 'As Linhas De Wellington' (4 Sophias), de Valeria Sarmiento, o maior número de prémios de 2012, numa cerimónia, muito bem concebida, mas marcada pelos protesto da maioria dos premiados, em relação ao imcumprimento da Lei do Cinema, pelas operadoras de televisão por subscrição. A surpresa estava guardada para a madrugada, e como o prémio mais importante para 'Tabu', de Miguel Gomes, que levou o Sophia para Melhor Filme, depois de a Melhor Montagem. Dalila do Carmo venceu o Sophia para Melhor Atriz pelo seu papel de Florbela Espanca e Carlos Santos foi considerado pelos academistas, Melhor Actor,em 'Operação Outono, de Bruno de Almeida, que  ganhou também na categoria de Melhor Argumento Adaptado, da obra de Frederico Delgado, neto do General sem Medo, e sobre a história de um assassinato. Dentro dos premiados o destaque vai ainda, para o 'outsider', 'Estrada de Palha', de Rodrigo Areias, à dimensão nacional, um anão entre gigantes, que além das quarto nomeações, Legendary Tiger Man e Rita Red Shoes, levaram para casa, o Sophia de Melhor Banda Sonora Original. E ainda para 'É na Terra, não é na Lua', de Gonçalo Tocha que foi o vencedor de Melhor Documentário. Foram também entregues os Prémios Carreira, à actriz Laura Soveral ('Tabu'), ao director de fotografia Acácio de Almeida, e ao distribuidor José Manuel Castello Lopes. O Prémio de Excelência foi naturalmente para o mestre Manoel de Oliveira, entregue há uma semana em casa do realizador, pelo presidente da Academia de Cinema Paulo Trancoso e pelo cineasta João Mário Grilo.

 

Os vencedores dos Sophia 2013, em cada categoria foram os seguintes:

 

Melhor Filme

Tabu

 

Melhor Ator Principal

 Carlos Santos, Operação Outono

 

Melhor Atriz Principal

Dalila Carmo, Florbela

 

Melhor Ator Secundário

 Albano Jerónimo, As Linhas de Wellington

 

Melhor Atriz Secundária

 Anabela Teixeira, Florbela

 

 Melhor Argumento Original

 Carlos Saboga, As Linhas de Wellington

 

 Melhor Argumento Adaptado

 Bruno de Almeida, Frederico Delgado Rosa e John Frey, Operação Outono

 

 Melhor Realizador

 Vicente Alves do Ó, Florbela

 

 Melhor Fotografia

 Luís Branquinho, Florbela

 

 Melhor Direção Artística

 Isabel Branco, As Linhas de Wellington

 

 Melhor Som

 Jaime Barros, Tiago Matos e Elsa Ferreira, Florbela

 

 Melhor Guarda- Roupa

 Sílvia Grabowski, Florbela

 

 Melhor Caracterização

 Íris Peleira, As Linhas de Wellington

 

 Melhor Montagem

 Telmo Churro e Miguel Gomes, Tabu

 

 Melhor Música

 The Legendary Tigerman e Rita Redshoes, Estrada de Palha

 

 Melhor Documentário em longa-metragem

 É na Terra não é na Lua, Gonçalo Tocha

 

 Melhor Curta-Metragem de Ficção

 Cerro Negro, João Salaviza

 

 Melhor Curta-Metragem de Animação

 Kali, o pequeno vampiro, Regina Pessoa

 

 Melhor Documentário em Curta-Metragem

 Raúl Brandão Era Um Grande Escritor, João Canijo