Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

RETRATOS DA CRISE DOS VALORES

Imagens de Fundo

  • 333

Gravidade, o filme de Abertura.

A 70ª edição da Mostra Cinematográfica de Veneza, começa amanhã com 'Gravidade', do mexicano Alfonso Cuoron (fora da competição), um 'thriller' especial em 3D, protagonizado por Sandra Bullock e George Clooney. A Mostra vai até o dia 7 de setembro e conta com a participação dos realizadores portugueses Miguel Gomes, Teresa Villaverde e João Pedro Rodrigues, todos fora das competições, mas prestigiando, os 70 anos, do mais velho dos grandes festivais de cinema europeus.

José Vieira Mendes

Menos estrelas, fantasias espaciais e muito sexo, estarão na 70ª Mostra Cinematográfica de Veneza, a partir de amanhã, no festival internacional de cinema mais antigo e talvez mais autoral do mundo. No entanto, a Mostra continua a lutar para manter a cabeça fora da água, (contra a concorrência quase em simultâneo dos Festivais de Roma e Toronto) numa cidade que se vai afundando lentamente no mar. E que além disso tem os preços cada vez mais exorbitantes, ao nível do alojamento e refeições para os festivaleiros, repórteres, críticos e há quem diga mesmo para trazer as 'estrelas. Segundo os organizadores a Mostra deste ano, pretende apresentar um 'espelho' da realidade crua do mundo: um cinema que reflete a crise que estamos atravessando, ao nível económico, social e familiar: o abuso sexual, violência contra as mulheres, dissolução dos laços familiares, crise de valores... serão temas recorrentes nos filmes, sem que os cineastas não dêem sinais de otimismo ou proponham saídas, reconhece Alberto Barbera, o actual director artístico da Mostra. No entanto, e apesar da dureza dos temas em concurso e do esforço para superar a popularidade de Roma e Toronto, a abertura da Mostra faz-se não com a realidade, mas com a estreia mundial de 'Gravidade', dirigido pelo mexicano Alfonso Cuarón ('E a Tua Mãe Também' e do melhor Harry Potter de todos). Trata-se de uma fantasia espacial em 3D, protagonizada por George Clooney e Sandra Bullock, em dois astronautas à deriva após um acidente com sua nave. Sandra Bullock e George Clooney é uma das poucas estrelas convidadas este ano, já que está prevista uma passadeira vermelha sóbria, quanto a vedetas. Mesmo assim vai haver algumas estrelas a disputarem as famosas Taças Volpi (prémios de interpretação): Scarlett Johansson, como uma alienígena em 'Under the Skin', Zac Efron em 'Parkland', encenado no Hospital de Dallas para onde John F. Kennedy foi levado após ser baleado, e Matt Damon na fantasia distópica 'The Zero Theorem', de Terry Gilliam. Nicolas Cage interpreta 'Joe' um ex-presidiário, que dá título a um filme passado no sul selvagem dos EUA; Judi Dench em 'Philomena', é uma mulher que procura uma criança, que foi forçada a dar para adoção, quando era jovem.

JOVENS E VELHOS LEÕES NA COMPETIÇÃO

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> São cerca de 20 filmes na corrida ao maciço Leão de Ouro, que será concedido por um júri presidido por um dos 'ultimos imperadores' do cinema italiano: Bernardo Bertolucci, de 73 anos e autor entre outros de 'O Último Tango em Paris' (1973), 'O Último Imperador' (1987), e mais recentemente, 'Eu e Tu (2012). O júri inclui ainda a realizadora britânica Andrea Arnold, a atriz francesa Virginie Ledoyen, o diretor de fotografia franco-suíço Renato Berta e a atriz alemã Martina Gedeck. A selecção oficial de filmes em competiçao, é equilibrada, entre experientes realizadores e jovens 'leões': o britânico Stephen Frears, entra na disputa com 'Philomena', com a tal história verídica com Judy Dench, uma mulher que foi obrigada a vender o filho, ao passo que o seu compatriota Terry Gilliam, apresenta, 'The Zero Theorem', com um excelente elenco: Christoph Waltz e Matt Damon. O grande mestre da animação japonesa Hayao Miyazaki apresenta 'Kaze Tachinu'. Depois vêm então as jovens cineastas-revelações do momento: o canadiano Xavier Dolan que trás ao Lido de Veneza 'Tom à la Ferme' e o imparável ator e realizador James Franco que apresentará 'Child of God', a partir de um romance (horrível) de Cormac McCarthy, sobre um jovem solitário e desajustado, cuja sexualidade reprimida o leva a buscar vítimas (cadáveres de mulheres) para satisfazer sua insaciável luxúria, 'Miss Violence', do grego Alexandros Avranas e 'Parkland', do norte-americano Peter Landesman, são outros dois novatos na competição, com David Gordon Green ('Joe'). Entre os realizadores mais veteranos há a destacar importantes regressos à competição veneziana: o israelita Amos Gitai ('Ana Arabia' que conta a história de uma jovem jornalista que visita uma pequena comunidade pequena mista de judeus e árabes que vivem juntos, nos arredores de Tel Aviv), os franceses Merzak Allaouache e Philippe Garrel ('La Jalousie', novamente com o filho Louis como protagonista), e o realizador taiwanês Tsai Ming-Liang. Há muita expectativa em relação a 'Jiaoyou', de Tsai Ming-Liang, um filme sobre um pai (o seu actor fétiche Lee Khang-Sheng) e seus dois filhos que levam a vida na Taipé moderna e recebem a visita de uma mulher estranha. Outra novidade é que pela primeira vez na história do festival, concorrem ao Leão de Ouro, dois documentários: 'The Unknown Known', do americano Errol Morris, uma longa entrevista com o ex-ministro da Defesa Donald Rumsfeld, onde faz importantes revelações sobre a Guerra do Iraque e 'Sacro GRA', do italiano Gianfranco Rosi, rodado nos lugares e sobre as vidas em volta da circular rodoviária de Roma. A propósito do sempre habitual 'contingente italiano', duas importantes novidades, com a prestigiada encenadora de teatro italiana, Emma Dante, a aventurar-se pela primeira vez no cinema com o filme 'Via Castellana Bandiera', enquanto seu compatriota e mais um veterano Gianni Amelio (ganhou o Leão de Ouro em 1998), regressa ao Lido com 'El intrépido', sobre um homem desempregado que ganha a vida assumindo os postos de trabalho das pessoas que precisam se ausentar por algum motivo.

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> OS PORTUGUESES EM VENEZA 70

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> Miguel Gomes estreia-se em Veneza com a curta-metragem 'Redemption', uma ficção de 26 minutos co-produzida com França, Alemanha e Itália, que será exibida fora de competição. Para comemorar o seu 70º aniversário, os organizadores da Mostra pensaram o projeto, convidando para uma homenagem coletiva cerca de 70 cineastas de todo o mundo: Andrzej Wajda, Kim Ki Duk Bernardo Bertolucci, Walter Salles, Abbas Kiarostami, Claire Danes, Brillante Mendoza, James Franco, Yorgos Lanthimos, Pablo Larraín, Hong Sang-Soo, Benoît Jacquot, Isabel Coixet, Apichatpong Weerasethakul e o italiano Ettore Scola, (que também vai apresentar um retrato do grande Federico Fellini) e os portugueses Teresa Vilaverde e João Pedro Rodrigues, mas já lá vamos. Teresa Villaverde participa no 'Venezia 70 - Future Reloaded' com "Amapola" e João Pedro Rodrigues com "Alegoria della prudenza". O projecto significou uma total liberdade para este grupo de realizadores notáveis, filmarem uma curtíssima metragem, com a duração máxima de 01:30. O veterano realizador, William Friedkin ('O Exorcista'), vai receber o Leão de Ouro pelo conjunto da sua obra.

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> Os 20 filmes em Competição na Mostra de Veneza:

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Les terrasses", de Merzak Allouache (Argélia-França)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "El intrépido", de Gianni Amelio (Itália)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Miss Violence", de Alexandros Avranas (Grécia)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Tracks", de John Curran (Grã-Bretanha-Austrália)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Via Castellana Bandiera", de Emma Dante (Itália-Suíça-França)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Tom à la ferme", de Xavier Dolan (Canadá-França)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Child of God", de James Franco (EUA)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Philomena", de Stephen Frears (Grã-Bretanha)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "La jalousie", de Philippe Garrel (França)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "The Zero Theorem", de Terry Gilliam (Grã-Bretanha-EUA)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Ana Arabia", de Amos Gitai (Israel-França)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Under the skin", de Jonathan Glazer (Grã-Bretanha-EUA)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Joe", de David Gordon Green (EUA)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Die Frau des Polizisten", de Philip Grning (Alemanha)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Kaze Tachinu", de Hayao Miyazaki (Japão)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "The Unkown known: the life and times of Donald Rumsfeld", de Errol Morris (EUA)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Night moves", de Kelly Reichardt (EUA)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Sacro GRA", de Gianfranco Rosi (Itália)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Jiaoyou", de Tsai Ming-Liang (Taiwan-França)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

- "Parkland", de Peter Landesman (EUA)

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

<#comment comment="[if !supportEmptyParas]"> <#comment comment="[endif]">

<#comment comment="EndFragment">